terça-feira, 12 de abril de 2011

Homossexualismo: o que é?

Fonte

O homossexualismo é um tema muito abordado em nossos dias. Existem discussões sobre projectos de lei que tratam do assunto; quase todas as novelas e séries possuem algum personagem homossexual; a parada gay no Brasil é uma das maiores do mundo. Apesar disso, não podemos deixar de anunciar o que a Bíblia diz sobre isso. Repare bem em minhas palavras: “o que a Bíblia diz”. Não se trata de uma mera opinião pessoal, mas da opinião do próprio Deus.

Apesar de não usar a palavra homossexualismo, a Bíblia fala bastante sobre isso (Lv 18.22; 20.13; Jz 19.22,23; Rm 1.26,27; 1 Co 6.9,10; 1 Tm 1.9,10; Jd 7). Vejamos algumas verdades bíblicas sobre o tema.

1) O homossexualismo não foi criado por Deus.

Algumas pessoas afirmam que o homossexualismo foi “criado por Deus”. Acreditam que os homossexuais já nascem com desejos por pessoas do mesmo sexo, e isso significa que foram feitos por Deus desta forma. E se Deus os fez assim, não há como afirmar que o homossexualismo seja pecado, pois isso seria lutar contra a própria forma na qual foram criados.

Baseiam sua afirmação em Romanos 1.26,27:

  • 26-Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. 27-Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão.

Alegam que o homossexualismo pecaminoso é aquele que é praticado de forma contrária à própria natureza. Isso significa que se a “inclinação natural” de alguém é ser homossexual, praticar o homossexualismo não seria errado. O pecado seria se alguém não tiver esta inclinação e ainda assim praticar o ato.

Contudo, esta afirmação não se sustenta. “Abandonar as relações naturais” não significa ir contra seus impulsos sexuais, mas ir contra ao “padrão natural” criado por Deus.

2. Deus criou a relação heterossexual como padrão.

A “companheira idónea” criada para o homem foi a mulher, e não outro homem. Foi Deus quem instituiu o casamento, e ao criá-lo o fez entre um homem e uma mulher. Assim, Deus não criou ninguém com inclinação homossexual, pelo contrário, esta surgiu apenas após o pecado.

  • Génesis 2.24-Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.

O livro de Cantares também destaca o padrão divino. Este livro, que exalta a beleza da sexualidade praticada de acordo com a vontade de Deus, apresenta um relacionamento entre um homem e uma mulher, e não entre duas pessoas do mesmo sexo.

A própria fisiologia do corpo humano demonstra que o propósito de Deus para o sexo é o relacionamento heterossexual. É justamente este o sentido das palavras de Paulo em Romanos 1.26,27. Ao usar a expressão “relações sexuais naturais”, a palavra usada se refere a algo “produzido pela natureza”, feito em “conformidade com a natureza”. Assim, de acordo com o texto, quando homens ou mulheres deixam o relacionamento heterossexual para adotar o homossexualismo, estão agindo de forma contrária à natureza criada por Deus.

3. O homossexualismo é fruto da inclinação natural para o pecado.

Por que, então, muitos homossexuais parecem ter nascido assim? Será que foi Deus quem os fez desta forma? Precisamos lembrar que pessoas não nascem homossexuais, mas nascem pecadoras. O coração humano é extremamente marcado pelo pecado e engano (Jr 17.9; Rm 3.10-18,23), e isso pode se manifestar de diferentes formas, em diferentes pessoas, em atitudes contrárias ao padrão divino. E isso pode acontecer desde pequeno, dando a impressão de que a pessoa nasceu desta forma.

Todos aqueles que são pais sabem do que estou falando. Não é preciso ensinar uma criança a ser egoísta e desobediente. Elas já nascem com um coração pecador, que se manifesta logo primeiros momentos de sua vida. O homossexualismo, como pecado que é, também pode surgir desde muito cedo.

4. O homossexual é responsável por seu pecado.

Muitos insistem em afirmar que o homossexualismo é uma doença ou é uma herança genética. Isso significa que o indivíduo não tem responsabilidade alguma, pois não se trata de uma escolha pessoal. Contudo, a própria ciência não tem provas concretas a respeito disso. Além do mais, a Palavra de Deus diz o contrário. O homossexualismo é um pecado, e como tal, é de inteira responsabilidade daquele que o pratica. Se o indivíduo não se conscientizar de que é responsável por isso, não haverá verdadeiro arrependimento e perdão. Conseqüentemente, também não haverá transformação de vida.

5. O homossexualismo demonstra um problema no coração.

As Escrituras ensinam que o problema do pecado está no coração do ser humano:

  • Marcos 7.21-Pois do interior do coração dos homens vêm os maus pensamentos, as imoralidades sexuais (palavra que abrange também o homossexualismo), os roubos, os homicídios, os adultérios, Ver: 22-as cobiças, as maldades, o engano, a devassidão, a inveja, a calúnia, a arrogância e a insensatez. Ver: 23-Todos esses males vêm de dentro e tornam o homem 'impuro'".

Se o homossexualismo vem de dentro, significa que as circunstâncias externas não são determinantes. Assim, a Bíblia rejeita a idéia de que o comportamento homossexual seja conseqüência de problemas de relacionamento com os pais, abuso sexual e coisas do gênero. Estas podem até influenciar a forma como o coração pecador irá reagir, mas de forma alguma serão decisivas.

Outro pensamento errado no coração do homossexual, que pode estimular desejos pecaminosos é acreditar que, de algum modo, é possível para o ser humano encontrar uma satisfação maior fora do plano de Deus. O homossexual deseja pessoas do mesmo sexo porque julga encontrar neste tipo de relacionamento um prazer maior do que encontrará seguindo a padrão divino. Isso é mentira! O padrão de Deus sempre é o melhor!

6. Existe esperança para o homossexual.

  • 1 Coríntios 6.9-11: 9-Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idolatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou activos, 10-nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus. 11-Assim foram alguns de vocês. Mas vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus.

Paulo afirma que alguns dos cristãos de Corinto foram homossexuais, mas pelo poder de Deus haviam sido transformados. Em outras palavras, é possível obter vitória sobre o homossexualismo! Mesmo que muitos afirmem não ser possível mudar a “inclinação sexual”, Deus diz o contrário! Não sei quanto a você, mas eu prefiro acreditar em Deus!

Não podemos nos deixar levar pelos enganos do mundo sobre o homossexualismo. Não importa o que digam os políticos, os médicos e especialistas e mesmo a novela das oito, a Palavra de Deus precisa ser sempre o nosso referencial.

Este texto é apenas um resumo. Para mais informações procure naÁrea de Recursos.

Conselheiro Bíblico ®

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...