domingo, 20 de março de 2011

É a homossexualidade um estilo de vida saudável?

E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram na sua sensualidade, uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza, e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
Romanos 1:27

O estilo de vida homossexual está muito longe de ser "saudável" ou "seguro". De facto, os homossexuais em média tem uma expectativa de vida inferior a dos heterossexuais, um facto que nos é escondido pelos órgãos que visam normalizar a sodomia.

Numa tentativa de estimar a expectativa de vida dos homossexuais, Paul Cameron e os seus colegas fizeram uma revisão 6,714 obituários de 16 jornais homossexuais dos EUA (1993). Posteriormente, eles compararam os resultados com os obituários de dois jornais convencionais.

Cameron e os seus colegas reportaram os seguintes resultados.

Idade média de morte
Heterossexuais Homossexuais*
Casados 75 anos, 80% chegou à velhice 39 se a SIDA era a causa (1% chegou à velhice)
Solteiros 57 anos, 32% chegou à velhice 42 outra doença (menos de 9% chegou à velhice)
Casadas 79 anos, 85% chegou à velhice
Solteiras 71 anos, 60% chegou à velhice
* Como disposto nos obituários homossexuais

No entanto, de acordo com o Centro de Controlo das Doenças, a expectativa média de vida nos EUA é de 77,2 (de acordo com dados de 2001). Portanto, a esperança média de vida dum homossexual (sem a SIDA) é 35,2 anos inferior.

Cameron e a equipa descobriram também que mesmo que não tenha morrido de SIDA, os homossexuais são vítimas de mais violência do que os heterossexuais. Eles descobriram que os homossexuais morriam:

  • 10 vezes mais em acidentes
  • 17 vezes mais no trânsito
  • 26 vezes mais devido ao suicídio
  • 87 vezes mais como vítimas de assassínio
  • 23 vezes mais de ataques do coração (quando comparados com caucasianos com idades entre entre 25-44).

Cameron e os seus colegas apresentaram os seus achados à Eastern Psychological Association, concluindo que os homossexuais não chegam à velhice quando comparados com os seus semelhantes não-homossexuais. O seu estudo claramente demonstra que os homossexuais tem vidas mais curtas quando comparados com os heterossexuais.

REFERENCIAS

Cameron, Paul, William L. Playfair, and Stephen Wellum (1993), “The Homosexual Lifespan,” paper presented at Eastern Psychological Association, April 17.


19 comentários:

  1. "26 vezes mais devido ao suicídio
    87 vezes mais como vítimas de assassínio
    23 vezes mais de ataques do coração"

    Tudo isto fica explicado, depois de muitos por exemplo lerem blogs como este.
    É de realcar que a maioria desses 26 (vezes) são miudos até aos 18 anos.
    Um miudo que seja homossexual a ler um blog deste genero ou a ser vitima de maus tratos devido à sua sexualidade ser diferente da dita convencional, claro que tera prospensao para se suicidar.
    87 vezes mais vitimas de assassinatos, claro, o crime de ódio aos homossexuais existe ainda em larga escala, muitos deles realizados por Católicos e ou outros Cristãos em nome de Deus.
    E isto faz sofrer, faz ansiedade, o que explica muitos avc´s.

    Mas claro que esse estudo peca muito, visto que os homossexuais têm apenas 3 vezes mais propensão de se suicidar, isto é a realidade em Portugal claro, quanto ao resto do Mundo não sei.

    ResponderEliminar
  2. Cris,
    "26 vezes mais devido ao suicídio
    87 vezes mais como vítimas de assassínio
    23 vezes mais de ataques do coração"

    Tudo isto fica explicado, depois de muitos por exemplo lerem blogs como este.


    Estás a insinuar que críticas ao comportamento homossexual leva pessoas ao suicídio?

    É de realcar que a maioria desses 26 (vezes) são miudos até aos 18 anos. Um miudo que seja homossexual a ler um blog deste genero ou a ser vitima de maus tratos devido à sua sexualidade ser diferente da dita convencional, claro que tera prospensao para se suicidar.

    Sem querer minimizar as dificuldades de aceitação que os homossexuais passam por terem atracções que contrariam a normalidade sexual, é bom também não esquecer que a própria vida homossexual não é uma que traga paz de espírito a quem está nela. A auto-realização de que os desejos não são normais, a insegurança em relação aos parceiros (serão fiéis? serão saudáveis?), a enorme lista de parceiros sexuais e a consequente realização de que o sexo não é uma forma de valorização pessoal, podem ter uma influência maior no suicídio dos jovens até aos 18 anos do que os blogs.

    Além disso, é difícil alguém fazer maus tratos através dum blogue. A não ser que a tua definição de "maus tratos" seja diferente da minha.

    87 vezes mais vitimas de assassinatos, claro, o crime de ódio aos homossexuais existe ainda em larga escala, muitos deles realizados por Católicos e ou outros Cristãos em nome de Deus.

    Por acaso, até não. A desproporcional presença de homossexuais na lista de vítimas de assassinato tem mais a ver com os travestis que são mortos por estarem em locais perigosos à hora errada (madrugadas, etc) e homossexuais que são mortos por outros homossexuais. Caso não saibas, a violência entre homossexuais é bastante superior à violência entre casais.

    E isto faz sofrer, faz ansiedade, o que explica muitos avc´s.


    AS prostitutas também tem uma presença desproporcional nos casos de suicídio feminino, mas ninguém tem dúvidas de que isso se deve muito a noção de que as suas vidas não tem valor, que são dispensáveis e tudo o mais. Em certa medida, muitos homossexuais (especialmente os jovens) sentem isso, e isso pode explicar muitos suicídios ee problemas do coração.

    Mas claro que esse estudo peca muito, visto que os homossexuais têm apenas 3 vezes mais propensão de se suicidar, isto é a realidade em Portugal claro, quanto ao resto do Mundo não sei.

    Então não é o estudo que peca; o objecto de estudo é distinto.

    ResponderEliminar
  3. Sim acho que um blog destes leva muitos jovens em fase de pouca aceitação ao sucidio, quantos e quantos miudos não chegam ao consultorio de uma psicologa com esta queixa? Quantos? É uma triste realidade.
    Ainda para mais quando não se fala com conhecimento de causa.
    Eu sou homossexual, sou 100% monogâmico... Sou fiel, acho-me super pacifico, e portanto contradigo muitos do que dizes neste blog. Um miudo em fase de negação ou em sofrimento que veja um blog destes piro se sentirá e terá logo maior risco de suicidio sim. Mas isso são outras conversas, até porque não estou a julgar a tua luta.
    Mas quem sou eu para julgar? Só Deus. E esse virá como o ladrão da noite,e o seu julgamento será implacável :).

    Um abraço (virtual novamente para não te contagiar com o virus da homossexualidade :))

    ResponderEliminar
  4. Cris,

    Sim acho que um blog destes leva muitos jovens em fase de pouca aceitação ao sucidio

    Tens algum tipo de evidência para isso?

    quantos e quantos miudos não chegam ao consultorio de uma psicologa com esta queixa?

    Acontece várias vezes. Quem nunca leu histórias deste tipo: Um jovem homossexual chega a um consultório e diz "Srª Dr, eu era um homossexual feliz da vida até que vi um blogue na internet afirmar que o ânus não é um õrgão sexual. Devido a isso, e só devido a isso, estou com vontade de me matar. Ajude-me, Dra!!!"

    Quem nunca leu uma história assim?

    Quantos? É uma triste realidade.

    Mas é mesmo uma realidade? Tu dizes que é, mas não ofereces qualquer tipo de evidências.

    Ainda para mais quando não se fala com conhecimento de causa.

    Só tens que apontar o que foi dito sem "conhecimento de causa".


    Eu sou homossexual, sou 100% monogâmico... Sou fiel, acho-me super pacifico, e portanto contradigo muitos do que dizes neste blog.

    Como é que o facto de seres "100% monogâmico" (por enquanto), pacífico e homossexual contradiz o que eu disse neste blogue? Gostaria muito de saber isso!

    ResponderEliminar
  5. Um miudo em fase de negação ou em sofrimento que veja um blog destes piro se sentirá e terá logo maior risco de suicidio sim.


    E o risco de suicídio será única e exclusivamente devido ao que se diz neste blogue, e nada relacionado com a sua dúvida interna se o seu comportamento é normal ou não, certo?

    Mas isso são outras conversas, até porque não estou a julgar a tua luta.

    CLaro que estás, senão não dirias que o que se escreve aqui pode levar um jovem ao suicídio.

    O que tens que fazer é demonstrar que o motivo de suicídio deve-se a causas externas e não a conflitos internos.

    Que as causas são mais do foro interno é feito manifesto pelo facto de homossexuais em países com maior aceitação do comportamento homossexual sofrerem exactamente dos mesmos sintomas.

    Veja-se no caso da Holanda:

    "An extensive study in the Netherlands undermines the assumption that homophobia is the cause of increased psychiatric illness among gays and lesbians.< The Dutch have been considerably more accepting of same-sex relationships than other Western countries — in fact, same-sex couples now have the legal right to marry in the Netherlands. So a high rate of psychiatric disease associated with homosexual behavior in the Netherlands means that the psychiatric disease cannot so easily be attributed to social rejection and homophobia."

    Resumindo: os homossexuais demonstram ter os mesmos problemas emocionais em países onde a aceitação ao seu comportamento está amplamente disseminado. Isto destrói a tua alegação de que o são blogues como este que levam a que jovens homossexuais se suicidem.

    O problema não está naquilo que as pessoas dizem mas sim no comportamento em si. O comportamento homossexual não traz paz e felicidade a quem está nele, e tu sabes isso melhor do que eu. As constantes discussões, as vergonhas, o medo de ser exposto, a falta de auto-estima, a insegurança em torno da condição médica do parceiro, a insegurança sobre a fidelidade e tudo o mais, são os verdadeiros motivos por trás da falta de tranquilidade dos homossexuais.

    Claro que com Deus, estas coisas desaparecem da nossa alma e Deus faz de nós novas criaturas e aquilo que nós éramos no passado é esquecido.

    Não é fácil abandonar a vida de pecado, mas é possível. A questão é: estás disposto ou queres continuar a racionalizar o que tu sabes estar errado?

    Olha, tu provavelmente já leste muitos testemunhos deste tipo, mas se puderes, vê o que este jovem diz. Vais vêr que 1) é possível sair da vida de pecado e que 2) os problemas emocionais em torno dos homossexuais são consequências das suas escolhas.
    .............

    "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo."

    "E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo, por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação;"

    "Isto é, Deus estava em Cristo, reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados, e pôs em nós a palavra da reconciliação." 2 Cor 5:17-19

    ResponderEliminar
  6. "O comportamento homossexual não traz paz e felicidade a quem está nele, e tu sabes isso melhor do que eu. As constantes discussões, as vergonhas, o medo de ser exposto, a falta de auto-estima, a insegurança em torno da condição médica do parceiro, a insegurança sobre a fidelidade e tudo o mais, são os verdadeiros motivos por trás da falta de tranquilidade dos homossexuais."

    Pois bem, eu vivo muito bem a minha sexualidade, tenho paz e vivo em paz com ela. Discussões só as tenho em blogs, sou assumido para amigos e familiares e sou aceite. Ninguém me aponta o dedo, quanto às doencas dos parceiros sexuais, todos têm medo, por isso é que houve até os preservativos ao Papa, com milhôes de jovens (que eram na sua maioria heterossexual), quanto à fidelidade, essa tem muito que se lhe diga. Falo por mim que sou 100% monogâmico, fiel, respeitador. Portanto não sei o que queres dizer com isso.
    Por acaso não serás tu também homossexual (mas vá não praticante da homossexualidade?, é que sinceramente é o que me parece, mas contudo posso estar enganado, não sou hipocrita afim de dizer certezas porque essas ninguem as tem)...

    Quanto a esses testemunhos, têm também muito que se lhe digam. Não acredito neles, até porque muitos desses testemunhos, e eu conheco alguns, provêm de pessoas que querem impor à forca a doutrina e nunca foram nem são homossexuais, mas resolveram criar esse teatro para dizer às pessoas que sim, é possivel sair da homossexualidade.

    E eu não quero mudar a minha sexualidade, estou bem com ela, sou feliz dentro dos possiveis como qualquer pessoa, sonho no dia em que me casar e puder constituir familia, sinto-me amado por Deus (não o Deus que me ensinaram, mas o que descobri por mim próprio)... Portanto para quê mudar? Bem se for só pelo facto de que podemos ir parar ao Inferno, bem isso não é mudar por amor a Deus, mas sim por medo, e medo, com toda a certeza que Deus nunca quis que tivessemos :)

    ResponderEliminar
  7. Agora só te quero colocar uma questão,já que falas tanto em se deixar as práticas sexuais anais.
    Então e as orais?

    E as orais e anais que tambem ocorrem numa grande quantidade de heterossexuais? o Anal existe em muitas relações heterossexuais, mas o oral (sexo oral= é tão banal numa relação heterosexual como o sexo "convencional vaginal".

    Porque também não postas um artigo em relação a este tipo de comportamento nos heterossexuais? Sei que este blog é para a homossexualidade, mas tens tantos blogs e podias criar mais um não?
    Gostava que me explicasses o porque de só te focares tanto nas relações "anti natura" dos homo, quando na realidade os heterossexuais tanto usam essas mesmas práticas? Ou agora vais me dizer que tb é só uma pequena percentagem de heterossexuais que tem essas práticas regulares?

    ResponderEliminar
  8. Cris,

    "O comportamento homossexual não traz paz e felicidade a quem está nele, e tu sabes isso melhor do que eu. As constantes discussões, as vergonhas, o medo de ser exposto, a falta de auto-estima, a insegurança em torno da condição médica do parceiro, a insegurança sobre a fidelidade e tudo o mais, são os verdadeiros motivos por trás da falta de tranquilidade dos homossexuais."

    Pois bem, eu vivo muito bem a minha sexualidade, tenho paz e vivo em paz com ela.


    Lá estás tu com o pensamento baseado no teu solipsismo. Se eu te disser: "Em África passa-se fome", tu não refutas o que eu disse se afirmares que conheces duas ou três pessoas em África que não passam fome.

    Semelhantemente, o facto de tu seres feliz com as tuas escolhas sexuais não refuta o facto da vida homossexual em regra não trazer paz a quem nela está.

    Ninguém me aponta o dedo, quanto às doencas dos parceiros sexuais, todos têm medo, por isso é que houve até os preservativos ao Papa, com milhôes de jovens (que eram na sua maioria heterossexual)

    Hmm, não, nem "todos tem medo": só os promíscuos. Essa corja de pessoas que atirou preservativos ao Papa apenas quer que o bom homem dÊ legitimidade a comportamentos que, de acordo com a Medicina, são auto-destrutivos e socialmente perigosos.

    Portanto, o medo que os homossexuais tem de ser contaminado pelo "parceiro de confiança" é partilhado por outros promíscuos e não por "todos".

    quanto à fidelidade, essa tem muito que se lhe diga. Falo por mim que sou 100% monogâmico, fiel, respeitador. Portanto não sei o que queres dizer com isso.

    Quero dizer exactamente o que está escrito: o comportamento homossexual é um comportamento que facilita a promiscuidade, e portanto os homossexuais vivem sempre na desconfiança de estarem a ser traídos pelos parceiros.

    Por acaso não serás tu também homossexual

    Não. Eu pertenço aos 50% da Humanidade que não é homossexual.

    é que sinceramente é o que me parece, mas contudo posso estar enganado

    A ti parece-te que sou porque aquilo que estou a dizer tem relevância na tua experiência diária como homossexual.

    Tu sabes que aquilo que estou a mostrar é verídico (a promiscuidade, o medo do contágio, a insegurança sobre a normalidade da vida homossexual, etc). Só que há uma coisa que tens que vêr: uma das coisas que acontece no mundo de hoje é que os ex-homossexuais (as pessoas mais odiadas pelo lobby gay) tem trazido ao lume aquilo que realmente ocorre no mundo homossexual.

    Por isso é que é tão fácil para mim e para os outros descrever com algum grau de verdade aquilo que lá se passa.

    ResponderEliminar
  9. Quanto a esses testemunhos, têm também muito que se lhe digam. Não acredito neles, até porque muitos desses testemunhos, e eu conheco alguns, provêm de pessoas que querem impor à forca a doutrina e nunca foram nem são homossexuais

    Mas o testemunho que te dei é falso ou verdadeiro? Ou és daqueles que pensa que é impossível deixar o comportamento homossexual?

    mas resolveram criar esse teatro para dizer às pessoas que sim, é possivel sair da homossexualidade.


    E é.

    E eu não quero mudar a minha sexualidade, estou bem com ela, sou feliz dentro dos possiveis como qualquer pessoa, sonho no dia em que me casar e puder constituir familia


    Com filhos alheios, uma vez que a homossexualidade não consegue gerar filhos naturalmente. Mas pondo isso de lado, porque é que me estás a contar a história da tua vida? Tens necessidade de o fazer por alguma razão? Não que não tenhas a liberdade para o fazer, mas não vejo a relevância.

    sinto-me amado por Deus

    O motivo pelo qual Deus te ama é o mesmo motivo segundo o qual Deus vai-te enviar para o inferno se não saíres dessa vida. Ou seja, a Bondade de Deus.

    Tu confias na Bondade de Deus sem te aperceberes que é essa mesma Bondade que te está a fechar as portas da eternidade e do céu.

    (não o Deus que me ensinaram, mas o que descobri por mim próprio)


    Muito bem. Criaste um deus à tua imagem, e agora adoras-o. Isso é muito comum em quem vive no pecado. A auto-decepção é muito comum em certos estilos de vida.

    Portanto para quê mudar?


    Para além do facto de estares a destruir o teu corpo com prácticas pouco saudáveis? Para além de estares a enganar no teu "relacionamento monogâmico"? Para além de estares a condicionar as tuas emoções em torno dum vício alterável? Para além de estares a viver fora do plano de Deus, e, devido a isso, correres o risco de seres lançado num lugar de tormento eterno se por azar morreres homossexual?

    Diz-me uma coisa: lista-me lá uma coisa boa do comportamento homossexual. Só uma.

    Bem se for só pelo facto de que podemos ir parar ao Inferno, bem isso não é mudar por amor a Deus, mas sim por medo, e medo, com toda a certeza que Deus nunca quis que tivessemos :)


    Deve ser o deus que tu criaste à tua imagem, porque temor a Deus é uma das evidências de verdadeiro amor por Deus. (Provérbios 8:13)

    "O temor do Senhor é aborrecer o mal: a soberba, e a arrogância, e o mau caminho, e a boca perversa, aborreço. "

    ResponderEliminar
  10. Cris,

    Agora só te quero colocar uma questão,já que falas tanto em se deixar as práticas sexuais anais. Então e as orais?


    São tão auto-destrutivas como as anais. Talvez não tão destrutivas, mas mesmo assim, auto-destrutivas

    "Sexo oral primeira causa do cancro da boca e garganta"

    Porque também não postas um artigo em relação a este tipo de comportamento nos heterossexuais?


    Porque ainda não temos grupos de pessoas que practicam o sexo oral a requisitar tempo de antena nas escolas para ensinar as "virtudes" desse comportamento, nem temos grupos de "oralistas" a perseguir quem se opõem ao seu comportamento, nem temos grupos de "oralistas" a construir "direitos humanos" baseados nas suas escolhas e nem vimos (ainda) pessoas que gostam de sexo oral a perseguir e a forçar Cristãos a sair dos seus próprios países por estes falarem mal desse comportamento.

    Quando isso começar a acontecer (como está a acontecer com o que o lobby homossexual tem feito a todos aqueles que se opõem ao seu gosto sexual), então descansa que irão surgir blogues a mostrar que é ridículo que apetites sexuais sejam fonte de direitos.

    ResponderEliminar
  11. Hmmmm, muito interessante o que me disseste atrás claro.

    Então posso te fazer uma outra pergunta? (Pronto já a estou a fazer claro lol) e por favor não me respondas, só Deus sabe.

    Porque é que nem todos nascem homossexuais? E nem todos heterossexuais?
    E agora pegando nesse contexto? Porque é que nem todos nascem com deficiências graves? E outros não?
    Podes me explicar isso?

    Agradecia.

    ResponderEliminar
  12. Cris,
    O que perguntas em cima não faz muito sentido. Não queres fazer a pergunta de uma forma menos confusa?

    ResponderEliminar
  13. A pergunta está mais do que menos confusa possivel, e bem perceptivel.

    Contudo nenhum Católico sabe responder à mesma, e a unica argumentação é a de que SÓ DEUS SABE :)

    ResponderEliminar
  14. Cris,
    Ok. Ficam aqui as respostas possíveis:

    Porque é que nem todos nascem homossexuais?


    Porque é que todos deveriam nascer homossexuais?

    E nem todos heterossexuais?


    Mas quem disse que os gostos sexuais estão pré-determinados nos genes à nascença?

    Porque é que nem todos nascem com deficiências graves?


    Porque é que todos deveriam nascer com deficiências graves?

    ResponderEliminar
  15. Hmmm, interessante, obrigado pelas respostas :)

    ResponderEliminar
  16. Cada pessoa que nasce tem a sua cruz. Doenças, condições precárias, perturbações, deficiências...etc...

    Os homossexuais não são excepção- já agora! - e a cruz de um homossexual, para se manter fiel a Ele (e só a Ele interessa ser fiel, como se ser fiel a alguém com quem se praticam os actos sodomitas diminuíssem a gravidade desse pecado abominável). E Deus sabe como esta cruz é pesada. Uma luta constante entre a alma e a carne, entre nós e o Demónio.

    Lutar contra este instinto selvagem do vício do homossexualismo é uma luta sobretudo sobrenatural.

    Infelizmente, muitos não querem levar a cruz, não estão nem querem estar preparados para o combate e caminham por aí, perdidos, ao sabor do mundo e do tempo que passa aos olhos de Deus "como o dia de ontem" e ao sabor do pecado.

    "Toda a nossa glória está na Cruz de Jesus Cristo". (São Paulo)

    E ainda:

    "Se alguém quiser seguir-Me, RENUNCIE A SI MESMO, tome a sua cruz e siga-Me".

    Farão isto, os obstinados no pecado? Carregarão a sua cruz, renunciarão a si mesmos para seguir Jesus, como Ele e a Santa Igreja propõem?

    Escusado será dizer que sem a Sua ajuda e a poderosa intercessão de Maria Puríssima, Modelo perfeito de Castidade e Pureza, esta luta será destinada ao fracasso.

    "Porque o espírito está pronto. Mas a carne é fraca".

    ResponderEliminar
  17. Insuspeito,

    O Cris aparentemente subscreve a desacreditada noção de que a homossexualidade é um condicionalismo genético e não uma escolha sexual. O que ele não aceita é que mesmo que seja uma condição genética, isso não torna o comportamento homossexual normal.

    A normalidade e a naturalidade são conceitos determinados tendo como referência o propósito do sujeito. No caso da homossexualidade, é absurdamente óbvio que o órgão sexual masculino está feito para interagir com o órgão feminino e vice-versa.

    Paralelamente, o ânus é um órgão feito para expelir excremento e gases intestinais e não como fonte de prazer sexual.

    O que diríamos duma pessoa que tivesse prazer em beber água pelo nariz? Chamaríamos a isso "direito humano" ou chamaríamos a isso o que realmente é, uma desvirtuação do propósito do nariz?

    Portanto, o Cris pode encontrar inúmeras pessoas que acreditem que "nasceram homossexuais" mas isso não vai servir de evidência em favor da tese de que a homossexualidade é normal. O ânus vai continuar a ser um órgão pertencente ao sistema digestivo, e a normalidade vai continuar a ser a interacção pénis + vagina.

    ResponderEliminar
  18. Mats respeito a vossa perspectiva sobre o assunto.

    E como não adianta continuar a falar sobre este assunto, que é uma perca de tempo para ambos, aqui fica um abraço e um desejo de boa semana.

    ResponderEliminar
  19. Cuidado. Depois de ler meu comentário amanha você acordará homossexual, com uma vontade loka de dançar cher, madonna, lady gaga

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...