quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Mudança é Possível para os Homossexuais, diz Estudo

A mudança é possível para os homossexuais? Tentando responder esta questão, um estudo publicado em um jornal científico pela primeira vez em uma década, mostra que mudar a orientação sexual é possível.

The Journal of Sex and Marital Therapy contém os resultados finais de um estudo longitudinal de indivíduos que buscam mudar a orientação sexual através de ministérios cristãos associados com a Exodus International, conforme foi divulgado pela Religion News Service quarta-feira.

Os Psicólogos Stanton L. Jones (Wheaton College, IL) e Mark A. Yarhouse (Regent University) fizeram uma pesquisa com 98 pessoas que procuvam mudar a orientação sexual. Níveis de evolução de atrações sexuais e distúrbios psíquicos foram avaliados no início do processo de mudança e cinco vezes em um período total de 6-7 anos.

Dos 98 indivíduos, 61 foram classificados com sucesso para o resultado geral da última avaliação. O estudo descobriu que 53% foram classificados como bons resultados. Desses, 23% relataram o sucesso dos resultados na forma de conversão bem-sucedida à orientação heterossexual e 30% relataram a castidade de comportamento estável, sem identificação com a orientação homossexual. Quase no final, na marca de 6 anos, 20% relataram adotar totalmente a identidade gay.

Segundo o comunicado, os resultados mostram mudanças estatisticamente significativas, em média, da diminuição da orientação homossexual. Mas, as descobertas não provam que a mudança categórica na orientação sexual é possível para todos, mas eles mostram que mudanças reais parecem possíveis para alguns.

Os autores incitam o cuidado em projetar as taxas de sucesso a partir destes resultados, que são susceptíveis estimativas excessivamente otimistas do sucesso antecipado e apontam que a conversão para adaptação heterossexual foi um fenômeno complexo.

Os resultados do estudo não convenceram os críticos. Candace Chellew-Hodge, fundador do Whosoever, uma revista GLBT Oline para os Cristãos, encontrados em primeiro lugar que a pesquisa foi "suspeita", porque os pesquisadores são de faculdades cristãs conservadoras. Ele mostrou ainda sua preocupação também com as conclusões dos autores serem "excessivamente otimistas".

"Mesmo os pesquisadores chamam suas conclusões ‘excessivamente otimistas’", Hodge-Chellew disse de acordo com Religion Dispatches.

Chellew-Hodge criticou a metodologia, mencionando que o tamanho da amostra era pequena e que os resultados vieram de medo dos pesquisados. "A maior motivação única para estes 98 indivíduos, no entanto, certamente foi uma baseada no medo. Em resumo, eles viviam todos sob a ameaça do inferno .. "

Mas, o Dr. Stanton Jones defendeu a metologia, dizendo que "quanto mais rigoroso você ficar, mais longe você fica da vida real" e "todas as metodologias têm desvantagens", segundo relatado pelo CitizenLink.

"Seguimos mais um modelo da vida real do que um modelo hiper-experimental controlado", acrescentou ele, segundo a mesma publicação.

Jones respondeu àqueles, incluindo a American Psychological Association (APA), que disseram que a orientação sexual não pode ser mudada, dizendo que não existe para ele nenhuma pesquisa nesse sentido, e ele quer trazer à tona que a mudança é possível. "Acreditamos que os resultados desafiam a mentalidade reinante de que a mudança é impossível ou é extraordinariamente rara".

"Nós estávamos tentando resolver a questão básica ‘a mudança é possível?’ o fato de que alguém mudou é o que resultou deste estudo", disse ele.

Fortes convicções sobre o comportamento moral dos sujeitos, que eram todos Cristãos, descobriu ele, desempenhou um papel fundamental na mudança de orientação bem sucedida.

(Fonte)

8 comentários:

  1. Isso significa que é possível converter uma pessoa heterosexual em homosexual também?

    Agnes Prado.
    agnes.li_ags@hotmail.com

    ResponderEliminar
  2. Com certeza, porque não?
    Inclusive eh o que os grupos homossexuais estão a fazer nas escolas,
    com a desculpa de acabar com o bullying: converter crianças ao homossexulismo,
    que é um comportamento auto-destrutivo pro corpo, não se lembra dos primeiros
    casos de AIDS (SIDA em português) que é uma doença multi-fatorial que já existia há muito
    tempo e nao causada por um vírus, ou porque vários casos de pessoas infectadas
    pelo HIV passam anos sem desenvolver a doença?
    pois se é uma doença viral, então a partir do contacto com o vírus causador da doença
    deveria-se iniciar a manifestação da doença, o que não ocorre com a AIDS.
    E, voltando ao foco, como todas as outras doenças virais, o surgimento da doença é de um
    infectado passando o vírus para outra, o que não aconteceu com o vírus HIV, pois
    os primeiros casos na década de 1980 eram de gays que nunca entraram em contato:
    um morava em uma parte dos EUA e outro do outro lado dos EUA! e o doutor Gallo que diz descobrir o HIV disse que os dois estavam com HIV.
    Mas ambos viviam no homossexualismo, usavam drogas pesadas, não dormiam direito, não se alimentavam direito, etc, ENFIM levavam uma vida totalmente desregrada aos olhos de Deus,
    como todos os demais homossexuais. Aí esperar o quê?
    contrair uma doença que se dá por múltiplos fatores como a SIDA.
    Homossexualismo é comportamento que se aprende por gostar ou por imposição de abusos.
    Então sim é possível um hétero passar pro homossexualismo e vice-versa, basta querer,
    que eu aposto muito que vc não quer mudar não!

    ResponderEliminar
  3. Com certeza, pois homossexualismo é um comportamento e não condição de nascimento.
    Inclusive conheço pessoas que eram hetero e passaram ao homossexualismo e não ao bissexualismo.

    ResponderEliminar
  4. É possível?Será?"O anúncio de que o Exodus irá fechar não é uma surpresa completa. No ano passado(2012), Chambers -que é casado com uma mulher, mas falou abertamente sobre sua atração sexual por homens- disse que estava tentando distanciar seu ministério da ideia de que a orientação sexual de gays pode ser permanentemente alterada ou "curada'.
    Em comunicado, Chambers disse que o conselho do Exodus decidiu fechar a organização e chamar uma nova, a que ele se referiu com reducefear.org. (reduzir o medo)."Exodus pede desculpas ao Movimento gay e fecha as portas:
    http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/06/grupo-dedicado-cura-gay-pede-desculpas-e-fecha-nos-eua.html

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. Sou gay e não quero mudar '-'

      O que é que isso nos interessa?

      Eliminar
  6. Se é possível mudar um hétero para gay? Suzane Richthofen é só uma entre tantos exemplos.

    Se vc é gay e não quer mudar, sabe o que é liberdade individual, então respeite quem quer voluntariamente mudar!

    ResponderEliminar
  7. Vocês sabiam que testaram todas as formas de "cura"(Aspas porque não é doença para ter cura) em mais de 200 pessoas, apenas 20 acharam útil para algo e 9 se "converteram".
    A maioria entrou em depressão e se suicidou.
    Por que vocês querem forçar as pessoas a serem algo que elas não são, pareceu que eu estava lendo um artigo que fala que negros que fazer uma cirurgia de pele porque simplesmente tá na bíblia que ser negro é errado

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...