sábado, 26 de maio de 2012

Artista japonês cozinha os seus próprios órgãos sexuais e serve-os a clientes

Foto aleatória.

Como forma de pagar os custos médicos e gerar atenção em torno das "minorias sexuais", artista japonês cozinhou e os seus próprios órgãos genitais, servindo-os posteriormente a 5 pessoas que voluntariamente pagaram para comer.

Depois de terem sido cirurgicamente removidos em Março último, os testículos e o pénis de Mao Sugiyama foram mantidos congelados até o dia em que foram temperados, refogados e servidos a clientes num evento que decorreu no dia 13 de Maio, segundo a polícia local e segundo posts na sua conta do Twitter.

As pessoas envolvidas no jantar pagaram 20,000 yen ($250 e €199,720) pelo prato com uma porção dos seus órgãos genitais. Fotografias publicadas num site parecem mostrar o prato totalmente decorado com cogumelos e enfeites de salsa.

O pintor, alegadamente com 22 anos de idade, declarou na sua conta do Twitter que o seu órgão havia sido removido por um médico e nenhuma infecção havia sido detectada posteriormente. A "refeição" foi preparada segundo a supervisão dum cozinheiro certificado e os pagantes assinaram um documento libertando Sugiyama e os organizadores do evento de qualquer responsabilidade indemnizatória.

Nos seus tweets do dia 18 de Maio, o artista afirmou que os seus passos foram dados de forma a estarem de acordo com as leis relevantes, incluindo a proibição da venda de órgãos, o processamento de despojos médicos e até requerimentos em torno saneamento dos alimentos.

No dia 16 de Maio ele disse:

Recebo questões de algumas mulheres e alguns homens a perguntar "Haverá próxima vez? Por favor, sê anfitrião dum evento igual." Mas só há um conjunto de órgãos sexuais masculinos. Infelizmente não tenho planos para uma próxima vez.
Sugiyama, que se vê como "assexual", isto é, sem qualquer género, pensou inicialmente em comer os genitais mas decidiu mais tarde solicitar clientes pagantes como forma de pagar as contas médicas em torno da cirurgia.

Num email dirigido à AFP, Sugiyam confirmou que o evento havia já decorrido e que o mesmo havia sido feito como forma de consciencializar as pessoas em torno das "minorias sexuais, dos x-géneros e das pessoas assexuais".

As forças policiais de Tóquio afirmaram estar a par do episódio mas afirmaram que o evento não violou qualquer lei local uma vez que o canibalismo não é ilegal no Japão. Oficial da estação policial de Suginami disse à AFP:

Estamos cientes do caso e não houve nada criminoso com o mesmo. Não viola qualquer lei detalhada e como tal não há qualquer tipo de base para levarmos a cabo qualquer tipo de acção.

Fonte - Via

* * * * * * * *

Esta criatura verdadeiramente pensa que a remoção dos seus órgãos genitais de alguma forma desconhecida da realidade altera a sua composição cromossómica. O que ele não sabe é que ser "macho" ou ser "fêmea" não é algo que possa ser alterado através da engenharia social - ou através duma intervenção médica - visto que ambas são imutavelmente determinados depois da fecundação.

A remoção do pénis masculino não altera a sua condição imutável de macho, tal como a remoção do órgão sexual feminino não altera a sua condição de fêmea. A remoção do cérebro é que pode causar mudanças mais sérias, mas isso já é outro assunto.

Há dois anos atrás este site "profetizou"

Depois do homossexualismo ter sido totalmente normalizado, acredito que o canibalismo e se juntará à necrofilia e à pedofilia como as novas fronteiras dos "direitos civis". Não gostas de nenhum deles? Então prepara-te para seres denunciado como um canibalfóbico.

Para onde iremos parar demos disso, só a Grande Serpente é que sabe.

Entretanto, ficamos ansiosamente à espera que os engenheiros sociais e os relativistas morais nos expliquem o porquê deste acto ser condenável - se é que eles acham que é.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...