domingo, 16 de fevereiro de 2014

Exército da Salvação ao serviço do homossexualismo e da pedofilia?

Comissão real Australiana focada no abuso de crianças apurou que rapazes duma casa de abrigo pertencente ao Exército da Salvação foram "alugados" para pedófilos que entraram nos seus dormitórios de noite.

Um dos rapazes foi enviado por um superintendente, o Capitão Lawrence Wilson, para a casa dum casal que, posteriormente, abusou dele.

O casal estava com o uniforme do Exército da Salvação, e a mulher "tinha cabelo loiro curto e parecia estar na casa dos 30", disse o jovem à comissão.

O rapaz disse que voltou para o abrigo, e revelou o que tinha acontecido ao Capitão Wilson, que, por sua vez, disse que o casal era "gente boa"; o rapaz, que foi posteriormente disciplinado fisicamente pelo Capitão, disse:

Os ataques sexuais dirigidos a mim são a coisa mais difícil de aguentar; um dia tu és um rapaz e no dia seguinte és uma casca ambulante.

Outro homem disse à comissão que os rapazes, que viviam na casa do Exército da Salvação de Sydney, eram por vezes sexualmente abusados por homens que entravam nos seus quartos durante a noite.

Ele [o Capitão Wilson] violou-me fisicamente no seu escritório passados que estavam poucos meses de eu lá ter chegado, e isso aconteceu várias vezes. Tu eras enviado para ficar com algumas pessoas, e eles faziam-te isso, ou outras pessoas que por lá andavam faziam - homens que alegadamente invadiam o local durante a noite e mexiam nos rapazes. Até hoje eu tenho dificuldade em dormir.... O Capitão Wilson acordou-me algumas vezes. Às vezes eram estranhos que entravam pelas escadas externas ... de noite chegavam homens velhos. Não havia qualquer tipo de supervisão.

Os relatos horríveis de abuso foram dados a uma comissão mais alargada que se encontra actualmente a investigar o abuso sexual na Igreja Católica, nos orfanatos, nas escolas, nos grupos comunitários e em outras instituições.

Alguns dos abusos mais terríveis emergiram esta semana, durante a audiência feita a 4 casas do Exército de Salvação e em torno de incidentes que ocorreram entre 1966 e 1977, e onde alegadamente os majores sodomizaram rapazes com idades entre os 6 aos 17 utilizando mangueiras e a violência física até eles sangrarem.

O Capitão Wilson, descrito pelos conselheiros assistentes da  comissão como "o criminoso mais sério" de Sydney, foi eventualmente acusado de 19 ofensas envolvendo a sodomia, mas foi julgado e ilibado em 1997. Ele morreu em 2008.

O oficial da polícia envolvido na investigação, o Detective-Inspector Rick John Cunningham, disse o seguinte à comissão:

Com base na minha experiência ... é difícil para as vítimas dar uma data específica.

Três dos cinco oficiais acusados ainda estão vivos e todos eles negam as alegações.

Telegraph


* * * * * * *

Como é normal, a maior parte dos casos de pedofilia dentro do Exército de Salvação envolve homens com atracção sexual por pessoas do mesmo sexo (embora com idade inferior à sua). O mesmo acontece dentro das Igrejas, onde os homossexuais estão desproporcionalmente representados nos casos de pedofilia, e acontece em toda a sociedade. Isto, naturalmente, não quer dizer que todo o homossexual é pedófilo, mas sim que a pedofilia é mais frequente entre os homossexuais.

1 comentário:

  1. Uma defesa do casamento tradicional:

    http://www.youtube.com/watch?v=77IPmVRPfwI

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...