quinta-feira, 6 de agosto de 2015

A existência de Cristãos oprime os homossexuais

Por Geoffrey Grider

Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. Romanos 1:26,27

O Vice-Presidente Americano Joe Biden aifmrou hoje que os direitos das pessoas lgbt são violados pela "condenação religiosa". Ele está a referir-se directamente a versículos tais como aquele  que está postado no topo deste artigo.

Os esquerdistas progressistas estão bem cientes de que é Deus, através do Seu Espírito Santo que fala na Bíblia, Quem condena o homossexualismo nas suas variadas formas. Segundo Biden, os Cristãos que areditam na Bíblia e que aceitam o que a Bíblia diz, estão a violar os "direitos" dos lgbt ao confiar na Palavra de Deus. E é por isso que a pregação tradicional vai ser brevemente qualificada de "crime de ódio" visto que os esquerdistas não a aceitam.

Outra coisa a notar é que Biden classificou os direitos dos lgbt como mais importantes que os direitos dos Cristãos.

Eis aqui uma cópia das suas palavras:

O meu pai ensinou-me a simples noção de que todas as pessoas, e em todos os sítios, devem ser tratadas com dignidade e com respeito. Quando falamos nas pessoas lgbt, essa proposição simples tem sido dolorosamente difícil de atingir com o passar dos anos.

Mas na última década, graças à  surpreendente bravura das pessoas lgbt e daqueles que avançaram com a sua causa, os Estados Unidos tem feito um progresso espantoso rumo ao propósito final de igualdade na vida e perante a lei. O nosso progresso está incompleto mas o momento já mudou na direcção certa.

O progresso tem sido feito em muitos lugares por todo o mundo, mas em muitos sítios, a vida das lésbicas, dos gays, dos bissexuais e dos transgéneros tem ficado pior. Em muitos locais, os membros da comunidade lgbt enfrenta violência sem impunidade, mau tratamento por parte da policia, negação de tratamento médico, condenação religiosa e isolamento social.

A melhor forma de enfrentar este ódio é falar em favor dos direitos humanos universais. As vozes de apoio têm que ser ouvidas. Hoje e todos os dias, temos que continuar a defender os direitos das pessoas lgbt - quer seja nas cidades mais próximas como também nas povoações mais distantes. Não podemos descançar até que todas as pessoas recebem a dignidade, o respeito e o mesmo tratamento perante a lei que todas as pessoas merecem.

Em vez de "respeitarmos os direitos humanos universais", a Bíblia diz que o homossexualismo é uma abominação da qual as pessoas têm que se arrepender. É verdade que o Senhor Jesus Cristo foi para cruz como forma de redimir o homossexual, mas Ele não foi para a cruz como forma de preservar o homossexualismo, mas sim como forma de abolir o homossexualismo e todo o pecado.

O "casamento homossexual" não existe da mesma forma que um homem a casar com o seu cão não faz disso um "casamento". Dormir na tua garagem não faz de ti um carro. Não há um único exemplo na Bíblia de Deus a apoiar, em qualquer altura, qualquer coisa que esteja relacionada com o homossexualismo. As "igrejas" que levam a cabo cerimónias de "casamento" homossexual fazem-no totalmente fora da benção de Deus, e, de facto, estão a atrair a ira de Deus. A marca de Icabode é gravada na porta de todas as igrejas que dão o seu apoio ao movimento lgbt.

A América de Obama, com as elevadas taxas de aborto, vício nos jogos durante 24 horas, 7 dias por semana, drogas legalizadas e consumo acelerado, alcoolismo, e agora como promotora do movimento lgbt, está a tornar-se em tudo o que a Biblia diz que Deus odeia.

Ainda no outro dia fui verbalmente agredido e atacado por uma lésbica zangada que disse que eu "não tinha o direito" a ter as minhas crenças, e que este site e "discurso de ódio". Isto é engraçado, visto que ela disse isto ao mesmo tempo que exigia que eu respeitasse o seu "direito" de ser homossexual. E então o meu direito de seguir a Bíblia? Aparentemente, eu não tenho direitos.

E é precisamente por isso que as declarações de Biden têm que ser levadas a sério. Tal como já dissemos no passado, e vamos continuar a dizer no futuro, os lgbt não estão interessados na "tolerância" e nem querem "aceitação". O que eles querem é o domínio total e completo, e é isso que Obama e os seus escravos lhes estão a dar.

“Woe unto them that call evil good…”

- http://bit.ly/1em5qkw

* * * * * * *

Note-se que os esquerdistas são sempre muito vocais e relação aos "direitos" dos homossexuais quando se encontram no Ocidente, mas bastante omissos quando estão nos países muçulmanos. Será que para os esquerdistas a vida dum homossexual muçulmano vale menos que a vida dum homossexual ocidental? Certamente, que essa é a ideia que parece.

Ou isso, ou então a "luta pelos direitos dos homossexuais" é só uma fachada que os esquerdistas usam como forma de avançar com a sua agenda política.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...