sábado, 4 de agosto de 2012

Pastelaria que se recusou a preparar bolo homossexual floresce

O dono da pastelaria de Lakewood, Colorado, que se recusou a preparar um bolo para uma dupla homossexual, afirmou que o seu negócio cresceu mais do dobro. Jack Phillips, o dono da Masterpiece Cakeshop, disse aos órgãos de informação locais que esta não foi a primeira vez que se recusou a preparar bolos para "casamentos" homossexuais, mas que esta era a primeira vez que a sua posição Cristã era objecto de tanta atenção mediática e de algumas ameaças de morte.

A situação desenvolveu-se no dia 19 de Julho quando dois homossexuais entraram na sua loja e afirmaram que se iriam "casar" em Massachusetts e como tal, queriam encomendar um bolo para a sua recepção no Colorado. Quando Phillips se recusou, um dos homossexuais, Dave Mullins (28 anos), alegadamente disse "Vai-te f***r, tu e a tua loja homofóbica" e fez um gesto obsceno ao dono da loja antes de sair.

Segundo o Huffington Post, foi iniciada uma petição online em apoio da dupla homossexual e a mesma "atraiu mais de 400 assinaturas". Ao mesmo tempo, a página do Facebook "Boycott Masterpiece Bakeshop, conta actualmente com 200 membros."

Phillips disse que a publicidade aumentou o negócio, e alguns clientes dirigem-se à sua loja PRECISAMENTE por ele se firmar na sua defesa do casamento natural. Phillips disse ainda que não é "homofóbico" (isto é, não tem um medo irracional de homossexuais) e que não se recusa a servir a pessoas com base na sua orientação sexual. No entanto, diz Phillips, ele tem que estabelecer limites no que toca o "casamento" homossexual.

Fonte

* * * * * * *

Tal como Phillips, toda a civilização tem que estabelecer limites quando se trata de instituições fundamentais para a sobrevivência da sociedade. Note-se que Phillips não rejeitou os homossexuais mas sim o propósito para o qual o bolo seria feito - isto é, celebração dum evento que contradiz as suas convicções religiosas. Se os mesmos dois homossexuais pedissem um bolo para celebrar o aniversário dum deles, Phillips não teria problemas em confeccioná-lo.

Rejeitar os comportamentos não significa rejeitar a pessoa. Se há pessoas que são a favor da sodomia, muitas outras há que são contra. O que se passa é que os que são a favor querem criminalizar aqueles que são contra só porque eles são contra. Isto é uma ditadura do pensamento, e como tal não só a mesma não deve ter lugar algum no discurso adulto, como quem a defende deve ser exposto como um totalitário intolerante, falsamente em favor da "liberdade" e "tolerância".

Muitas vezes a virtude é recompensa suficiente, mas outras vezes é apenas parte da recompensa. Nunca é bom receber ameaças de morte, mas há sempre um preço a pagar quando se está do lado da verdade. Os activistas fizeram a sua escolha. É a vez dos Cristãos fazerem a sua. Jack Phillips já fez a dele.

2 comentários:

  1. Você é contra a homossexualidade porque você tem um visão arcaica ou religiosa da sexualidade. Uma visão dessa natureza não lhe dá o direito de violentar a dignidade das pessoas sejam elas homossexuais ou não. Por isso você pode não gostar mas não pode manifestar publicamente que não gosta.

    É exatamente como o racismo. Você pode não gostar de negros mas não pode manifestar publicamente que não gosta. Porque ao manifestar publicamente que não gosta, você está manifestando o seu preconceito e isso é crime (no caso de preconceito de raça, gênero orientação religiosa,etc.) e inconstitucional.

    Do mesmo modo você não pode deixar de fazer um bolo para um casal de negros porque são negros. Você então dirá que não são negros, são homossexuais. É a mesma coisa.

    A Bíblia não é critério para a vida civil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Benjamin

      Começo por citar Montesquieu (“O espírito das leis”)

      « O desejo de igualdade levado ao extremo acaba no despotismo [de uma única pessoa] »

      O simples facto de estares aqui a dizer que uma simples opinião devia ser crime já mostra que a ideologia gaysista é totalitária, ou seja tu queres criminalizar qualquer opinião contrária ao que tu pensas e isso em si já é totalitário.

      tu confundes etnia com sexo, duas coisas totalmente diferentes:

      o negro é negro(cor da pele) simplesmente por uma característica biológica, não pelo seu comportamento sexual ou outra coisa qualquer.

      O "guei" por sua vez quer define-se simplesmente assim por causa do seu comportamento doentio adquirido por aculturação e\ou deficiência cognitiva, psicopatia clínica ou seja desejo fetichista e portanto subjectivo com graves consequências clínicas para o corpo humano.

      A cultura judaico-cristã que tu tanto odeias serviu de base para construir tudo o que temos hoje e que permite que ideias contrárias possam ser discutidas, mas tu nem sequer percebes isso, simplesmente chegas aqui e comentas um texto que nem sequer leste.

      Todos têm "preconceitos" menos os "gueis" é claro... então eles querem acabar com os "preconceitos" de toda a gente, percebem a (falta de) lógica desta "gente"?(puro totalitarismo)

      O que achas que vai acontecer quando o plano final for realizado? que tu e os teus amigos vão poder andar de mãos dadas e fazer todo o tipo de nojice que queiram na rua? que vão viver muito felizes e juntinhos na mesma casa? que vão ter um paraíso "guei" e brincar de "pegar de empurrão" uns com os outros?

      Deixa-me dar-te uma pista, vai acontecer o mesmo que aconteceu na união soviética, foi tudo para a Sibéria, quando os Gaysistas,feministas e afins, todos esses idiotas úteis deixarem de ser úteis serão descartados por aqueles que os financiam, portanto vê lá se acordas está bem? e deixa de dizer tanto disparate.

      A limitação da opinião pessoal é que é inconstitucional pelo menos aqui em Portugal, se no Brasil já é proibido emitir opinião pessoal então vives num estado totalitário.

      Os países de leste viveram no nosso (muito possível) futuro! e por isso estão a proibir certas manifestações porque sabem muito bem o que está por trás.

      Aqui em Portugal podemos dizer tudo e mais alguma coisa e não és tu nem ninguém que nos vai calar e portanto podemos dizer que as nossas preocupações têm a ver com questões de saúde pública e estabilidade social e muito mais...

      Eliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...