quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Ucrânia em vias de proibir a promoção do homossexualismo


Em primeira votação, o parlamento da Ucrânia foi favorável à proibição da disseminação de informações sobre homossexualidade, justificando que o avanço da homossexualidade é ameaça à segurança nacional

Na passada Terça-Feira dia 2 de Outubro, o parlamento ucraniano deu o primeiro passo para a aprovação duma lei que tornará ilegal promover o homossexualismo. O projecto de lei, que passou na primeira de duas votações constata que a promoção desse comportamento é uma ameaça à segurança nacional.

O autor do projeto afirmou em nota que, ao promover uma atitude tolerante perante as relações entre pessoas do mesmo sexo, os média contrariam os interesses da sociedade e do estado. “O avanço da homossexualidade constitui uma ameaça à segurança nacional, pois leva à epidemia de HIV/AIDS, destrói a instituição da família e pode iniciar uma crise demográfica”, escreveu o redactor.

A lei depende da assinatura do presidente Viktor Yanukovich para entrar em vigor. Se for aprovada, o código penal da Ucrânia será alterado para punir pessoas condenadas por importar, produzir ou divulgar produtos que promovam o homossexualismo. A pena pode ir até cinco anos de encarceramento.

Uma pesquisa de opinião de 2011 revelou que 78% dos ucranianos vê o homossexualismo como algo negativo. Com eleições parlamentares marcadas dia 28 de Outubro, o projecto de lei pode ser uma tentativa dos parlamentares para agradar eleitores.

A organização de defesa de direitos humanos Human Rights Watch, baseada nos EUA, emitiu um comunicado afirmando que "a proibição da disseminação de produtos e publicações relacionadas à orientação sexual e identidade de género irá restringir o acesso a informações sobre saúde, redes de apoio e actividades sociais para um número incontável de cidadãos da Ucrânia".

* * * * * * *

Resumindo, cerca de 4/5 da população ucraniana é contra o comportamento homossexual, mas uma organização esquerdista americana acha que os ucranianos têm que deixar que a propaganda homossexual circule livremente nesse mesmo país.

Seria interessante saber se esta mesma organização tem planos para emitir comunicados condenando as execuções sumárias de homossexuais levadas a cabo nos países islâmicos.

1 comentário:

  1. agora só falta criminalizarem o femem por lá ja que esse é bem forte por lá.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...