terça-feira, 7 de outubro de 2014

Homossexual é prontamente despedido por usar a sua posição para influenciar crianças

Os defensores do homoerotismo estão furiosos com o facto dum ministério infantil Cristão do Texas ter despedido um funcionário depois dele ter apresentado o seu namorado a um grupo de crianças que se encontravam ao seu cuidado. A "Children’s Home" de Lubbock é um ministério sem fins lucrativos do Oeste do Texas fundado em 1954 e com o apoio da "Broadway Church of Christ" em Lubbock. Segundo o site d igreja, a casa infantil dedica-se a trazer "esperança, cura, e senso de valor e estima para as vidas das crianças sem pai, crianças abusadas e negligenciadas":

Apesar das respostas comportamentais negativas, todas as crianças, bem como todas as famílias, serão tratadas com a dignidade e compaixão de Cristo. Este ministério une as pessoas de modo a que elas possam ser as mãos, os pés, os braços e o coração de Deus para defender a causa dos órfãos e das famílias em risco.

No entanto, o lar para crianças tornou-se alvo de controvérsia há algumas semanas quando Casey Stegall, um estudante universitário homossexual de 22 anos, foi despedido do ministério. Stegall, que traalhou no lar como cuidador de crianças durante 14 meses, descreve-se a si mesmo como um "homossexual Cristão":

Escrevendo para o blogue homoerótico Believe Out Loud, Stegall afirmou:

O meu noivo [sic] e eu estamos juntos há 3 anos, e nunca exibimos qualquer tipo de comportamento afectuoso em público um para o outro. Como vivemos numa povoação conservadora, sabíamos do risco que corríamos, como uma dupla.

No entanto, o emprego de Stegall no lar para crianças chegou ao fim no princípio deste mês depois dele ter convidado o seu "noivo" para um grupo de adolescentes que se encontravam ao seu cuidado. Segundo o Lubbock Avalanche-Journal, Stegall usou um dia de viagem para fora do lar como oportunidade para apresentar o seu parceiro homossexual aos jovens.

Lynn Harms, presidente do lar para as crianças, rapidamente demitiu Stegall da organização, informando-o que a sua conduta homossexual não era bem vinda no ministério infantil Cristão:

Como ministério fundamentado na fé, associado a uma igreja, disponibilizando serviços de apoio, se assim podemos dizer, a crianças e a famílias, existe um conjunto de valores Bíblicos com os quais nos encontramos associados. Quando se está a implementar planeamento de vida, e assim por diante - particularmente a crianças - enviar uma mensagem confusa é contra-produtivo.

Stegall ficou surpreendido com a decisão do ministério, alegando que foi injusto e discriminador por parte do ministério Cristão colocar um fim ao seu emprego:

Fui despedido por ser como sou.

Desde que Stegall foi despedido no dia 11 de Julho de 2014 que ele tem tentando encontrar um advogado que o represente num processo legal contra o lar para crianças, mas até agora não foi bem sucedido.

Nem acredito que no ano 2014 a discriminação ainda existe, e ela afecta as pessoas lgbtq um pouco por todo o país. A discriminação está errada e ela tem que acabar.

No entanto, Harms mantém-se firme na decisão dos responsáveis pelo lar para crianças, explicando que Stegall foi despedido por ele "apresentou às crianças um estilo de vida que é prejudicial para elas":

Se queres tentar forçar a nossa cultura a aceitar as tuas expectativas, isso não irá acabar bem. Não acredito que nesta situação a cultura tenha que se acomodar aos desejos que o indivíduo tem que o mundo seja diferente.

Segundo a lei do Texas, as organizações são livres para colocar um fim numa relação laboral com base no comportamento sexual. Como resultado, muitas pessoas louvaram a decisão do ministério para crianças. Um comentador afirmou:

Stegall sabia que era uma organização de inspiração Cristão, e como tal, porque é que ele procurou emprego por lá?

Outro comentador disse:

Um homem homossexual a tentar impor o seu estilo de vida às crianças? Acho que isso é um bom motivo para o despedir.

Fonte: http://bit.ly/1r9RgGg

* * * * * * *

O padrão  é sempre o mesmo: infiltração e perversão. Incrivel como os activistas homoeróticos usam sempre os mesmos métodos mas os Cristãos ainda caem no conto do vigário:

1. Por mais "simpático" e "amável" que seja o homossexual "Cristão", ele continua a ser homossexual. 
2. Sem uma rejeição firme, pública e confirmada pelas evidências do estilo de vida homoerótico, as igrejas nunca podem aceitar no seu meio alguém com atracção homossexual. 
3. Não há qualquer tipo de "diálogo" com pessoas que claramente não têm o mínimo respeito pela ética Cristã. 
4. Note-se que o Stegall sabe que o que ele fez está em oposição aos ensinamentos da congregação Cristã porque ele escolheu um dia FORA da igreja para apresentar o seu parceiro homoerótico. Ou seja, não se pode alegar falta de conhecimento da ética Crista quando o seu comportamento claramente revela que ele sabe que o que ele fez seria condenado pela liderança. 
5. Note-se mais uma vez como o grande objectivo do activismo homoerótico são precisamente as crianças.

1 comentário:

  1. Senhor MAGNO QUINTANO, se quer saber, religiões não salvam ninguém, nem mesmo Cristianismos. Não são nomes de igrejas que salvam, nem templos, nem famílias, nem músicas, nem artistas, nem nada além de Jesus. Existem pecados radicalmente piores do que as homossexualidades, como ascetismos, assédios, calúnias, Capitalismos, Comunismos, concussões, contrabandos, corrupções, descaminhos, desmoronamentos, difamações, discriminações, epidemias, escravolabores, estelionatos, explosões, farisaísmos, Fascismos, feminismos, fraudes, genocídios, hedonismos, heresias, homicídios, implosões, incêndios, injúrias, iscariotismos (afagos, amplexos, cócegas, euquímanos e ósculos), jogatinas, machismos, Nazismos, peculatos, pedofilias, pedolabores, piratarias, plágios, preconceitos, rinhas, sabotagens, sacrilégios, santimônias, terrorismos, tiranias, tráficos, usuras, vandalismos e outros. Mais perigosos do que as simples homossexualidades são os fanatismos, as subliminares, como "ARERÊ É SANGUE, ARERÊ É DO DIABO" e outras, os radicalismos e assim sucessivamente. Por isso, avisá-lo-ei que este mundo caminhará a uma Terceira Guerra Mundial, depois a uma Síntese Hegeliana, depois a um Armagedom e depois a um Julgamento Terminal. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...