terça-feira, 29 de Março de 2011

Vítimas de abuso sexual do sexo masculino têm mais dificuldade de lidar com o trauma


Estudo da Universidade de Massachusetts revelou um dado assustador e alarmante: nos EUA, um em cada seis homens e uma em cada quatro mulheres sofrerão algum tipo de abuso sexual antes de completar 16 anos. O estudo foi liderado pelo psicólogo David Lisak, da Universidade. Ele também trabalha numa ONG que auxilia homens que foram abusados. A violência e o trauma de um abuso sexual são intensos para os dois sexos, mas, de acordo com pesquisadores, pode ser mais difícil para os homens se recuperar.

Homens e mulheres violentados sofrem com a vergonha e o estigma do abuso e acabam se isolando e protegendo o criminoso com seu silêncio. Mas os homens ainda têm de lidar com outro problema: os estereótipos sobre sua masculinidade. “Homens, especialmente crianças e jovens, não denunciam os abusos”, diz a professora de enfermagem, Elizabeth Saweyc, da University of British Columbia. “Muitas das nossas histórias colocam os homens no comando da sexualidade. Quando acontece um abuso, esta posição, definida socialmente, é rompida. Não é apenas a violação dos limites e da autonomia pessoal, não só o direito de privacidade do garoto que está em jogo. O ato também contradiz seu senso de masculinidade”.

Esta ruptura na “ordem natural das coisas” causa uma confusão muito grande nos meninos porque eles não “deveriam ser” vítimas de abuso sexual. Elizabeth diz que, em muitos casos, eles têm até dificuldade em entender que estão sendo abusados. Como, na maioria das vezes, o criminoso é homem, os garotos acabam sendo levados a questionar a sua sexualidade, coisa que não acontece com as vítimas do sexo feminino. A professora conta que a sociedade ainda pode atrapalhar a recuperação. Por exemplo, quando o abuso é cometido por uma mulher, o trauma para o garoto é tão grande quanto se houvesse sido abusado por um homem, mas a sociedade vê isso como uma reprise do filme “A primeira noite de um homem”.

Um estudo realizado no Hospital infanti St. Paul em Minnesota com 226 meninas e 64 meninos, com idades entre 10 e 15 anos, que relataram ter sofrido abuso sexual, revelou que: das denúncias feitas em até 72 horas depois do ato, horário crítico para a polícia ter maiores chances de juntar evidências, a minoria era feita por garotos.

Outra diferença chocante é que os meninos são mais expostos à pornografia durante o abuso do que as meninas. As meninas, em sua maioria, são violentadas por mais de um criminoso. Com os meninos, geralmente é apenas um, algumas vezes um menor de idade, mais velho que a vítima. Os estudos também concluíram que as meninas contam primeiro para uma amiga sobre o abuso, enquanto meninos contam para suas mães. Outro fato chocante: “A segunda pessoa com quem os meninos conversam sobre o que aconteceu é com os próprios algozes”, contou a enfermeira, Laurel Edinburgh, co-autora do trabalho com Elizabeth Saweyc.
Além da dor, da confusão, da vergonha e do trauma, às vezes os jovens são acometidos por sentimento de raiva. Vítimas dos dois sexos têm altas chances de sofrer de doenças psiquiátricas como ansiedade e depressão. Além disso, o preconceito que sofrem os faz calar sobre o abuso sexual.

Mudança de atitude na sociedade pode reverter quadro.

Por medo ou vergonha, as vítimas de violência sexual geralmente guardam para si a experiência, o que dificulta a estimativa de casos. Registros policiais, por este motivo, podem trazer apenas uma pequena parte dos números reais. Levantamentos com a população trazem números maiores, mas mesmo assim, os pesquisadores admitem que os sobreviventes deste tipo de crime não se sentem confortáveis em se abrir mesmo em pesquisas. “Eu não posso mais ficar preocupada com números como um em quatro, um em três, ou qualquer outra porcentage. É um número enorme”, disse David Lisak.

O psicólogo chegou a entrevistar os abusadores e contou que a maioria é motivada pela ingenuidade e vulnerabilidade das vítimas. Muitos deles não param na primeira vez e, alguns abusam meninos e meninas. Sua satisfação se dá no controle sobre as crianças. Segundo ele, a maioria das vítimas conhece o responsável.

Para que os jovens possam ter mais confiança e coragem de denunciar os violentadores, Elizabeth Saweyc afirma que mudanças de ponto de vista são necessárias. Segundo ela, a sociedade deveria ser mais sensível à gravidade do crime. “Não deveríamos ter tanto preconceito em torno destes casos, na verdade, eles nem deveriam estar acontecendo. Enquanto as pessoas rejeitarem, desacreditarem ou negarem o fato, este crime perpetuará”. [LiveScience]

3 comentários:

  1. Paz Guerreiros, vossa presença me anima neste combate certo da vitória. Analisem estes Links, aprofundem o tema e por favor, divulguém. Relembro aqui o caso "polêmico" de Silas que postei no Blog da Rô.

    Pr. Silas comparou do ponto de vista do Direito e não da prática e/ou orientação sexual. Eles abrirão precedente jurídico, se aprovado, com base na orientação sexual que servirá de pretexto para as outras: pedofilía, zoofilía, necrofilía, canibalismo, satanismo, etc., uma vez que a compulsividade sexual nas fileiras homossexuais, em sua maioria, os leva a querer ter experiências (Parafilías)as mais bizarras em um grande leque de opções, tudo em nome do “prazer”.

    Partindo de um Centro de operações Londres-California, vão difundindo sua Agenda de Forma discreta porém, incontestável e incriticável. E a cada legalização estabelecida, virá a seguinte até que se complete a perfeita degradação do ser humano. Se alguém não concorda com ele, então continue metendo o pau no Silas e quando acordar no amanhã, não se assuste e engula tudo caladinho e recorde consigo: “Minha omissão gerou tudo isso.” Se o Sal não salgar, disse Jesus, para nada mais presta a não ser para ser pisado pelos homens (No caso, ativistas homossexuais). Para os duvidosos fizemos uma pequena seleção dos links de sites que provam o exposto, defendendo o posicionamento, justificando a preocupação do Silas e nossa, e reflitam as palavras de Martir Luther King:

    “Chega uma hora que o Silêncio é traição!”

    - Pedofilía NÃO É CRIME NO CANADA.
    http://presbiterianoscalvinistas.blogspot.com/2011/03/pedofilia-e-orientacao-sexual-dizem.html

    1- Passeata de Homossexuais pela Liberação da Zoofilia ( Sexo com animais ) na Espanha

    http://www.danielfigueira.com.br/2011/01/homossexuais-marcham-em-madri-dando.html

    2- Sexo anal com cavalo mata gay nos EUA

    http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=5424

    3- Petição pública contra a Zoofilía (Aqui no Brasil)

    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=zoofilia

    4- Filme sobre zumbis gays e necrofilia (Apologia ao Sexo com mortos) é retirado do Festival do Melbourne

    L.A. Zombie traz nu frontal, relações gays e cenas de sexo com mortos

    http://entretenimento.r7.com/cinema/noticias/filme-sobre-zumbis-gays-e-necrofilia-e-retirado-do-festival-do-melbourne-20100721.html

    5- Marcha necrófila juntou mil pessoas em Lisboa

    http://jornaldofundinho.blogspot.com/2009_06_01_archive.html

    6- Canibalismo Homossexual - Miss Gay Inglês mata e come seu próprio namorado.

    http://resistenciacristaj.blogspot.com/2011/03/outro-caso-de-canibalismo-homossexual.html

    7- Homossexual Satanista fazendo pacto com para matar esposa do seu pretendente amante.

    http://resistenciacristaj.blogspot.com/2011/02/homossexual-fazendo-pacto-com-o-diabo.html

    Entre em nosso Blog SOMENTE A VERDADE, e confira muito mais:resistenciacristaj.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. O que se chama de ‘discriminação’ nós chamamos de CONSTATAÇÃO.

    1.1- Constatamos que Deus proibiu tal prática;
    1.2- Constatamos que eles tem direito de fazê-la;
    1.3- Constatamos que temos o Direito de Criticá-la (que eles querem nos tirar);
    1.4- Constatamos que tal prática requer níveis mais elevados de experiência para satisfação pessoal, daí surgir em algum ponto da vida Homossexual (Estes com mais freqüência e intensidade do que os Héteros) a curiosidade por tais bestialidades citadas supra (Que com certeza você não viu os links, pois do contrário mudaria opinião!)

    1.5- Constatamos que eles (Os Ativistas GLSBTS) querem implantar uma ditadura sim, tanto que para nos intimidar estão investigando o Silas, usando isso como artifício Psicológico de Massa, sobre a População ignorante do Brasil, afim de que tenham a mesma postura que eles e não se atrevam a desafiar a Supremacia Gay, usando para tanto, que Lei? Se a PL 122 não foi aprovada? A constituição afirma no artigo 5.º, Inciso XXXIX : "não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal". Estão usando o artifício de Mussoline, ditador fascista Italiano: “Uma mentira repetida vinte vezes, se torna uma verdade”.

    1.6- Constatamos a desonestidade deste grupo por não permitir que os países façam um referendo popular ou plebicíto sobre tais questões, (Isso aconteceu em Portugal, Mexico, Argentina, etc, e querem fazer no Brasil) impondo goela abaixo um comportamento que a maioria NÃO QUER (Vide Marcelo Dourado) omitindo os nomes dos Senadores que aprovaram o desarquivamento da PL 122, via Marta Suplicy. Que democracia é essa que não podemos saber os nomes de quem faz as Leis do nosso País?

    1.7- Constatamos que, do mesmo jeito que os Muçulmanos impedem os que querem sair dele, ameaçando até de morte, os Militantes Homossexuais estão negando esse direito aos que não se satisfazem, como o britânico Charles Kane que feminilizou-se e arrependido, masculinizou-se novamente por cirurgia (Link http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/11/milionario-britanico-muda-de-sexo-se-arrepende-e-muda-de-sexo-de-novo.html).

    1.8- Finalmente, se baseia este argumento em Achologia, “Acho que”. Está o grande erro. “Se eles não falarem segundo esta Palavra, nunca verão a Alva.” Isaías 8:20

    ResponderEliminar
  3. "Com os meninos, geralmente é apenas um, algumas vezes um menor de idade, mais velho que a vítima."

    Ou seria a maioria da vezes?

    Essas pesquisas falham ao não considerar a puberdade como referência.

    Os maiores pedófilos abusadores de crianças são ADOLESCENTES.

    Leia mais:

    http://fococristao.blogspot.com.br/2012/11/adolescentes-pedofilos-e-adolescentes.html

    http://fococristao.blogspot.com.br/2012/11/garotos-adolescentes-sodomitas.html

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...