quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Grupo Gay da Bahia revela: não existe onda de ódio contra gays no Brasil

O Grupo Gay da Bahia (GGB) em reportagem do G1 da Globo (aqui) desmonta a farsa da onda de crimes de “ódio contra gays” no Brasil:

Segundo o Grupo Gay da Bahia mortes subiram 64% em relação a 2010. Em todo ano passado foram 11 assassinatos por motivação homofóbica [sic].
Em 2010 segundo o GGB foram 260 assassinatos de gays. Se 11 foram por ódio, então 11 de 260 é 4%. Isto significa que 256 gays foram assassinados por outros motivos e não ódio. Por que a Mídia divulgou que eram 260 gays mortos exclusivamente por serem gays?

Mas, como o GGB não apresenta as fontes dos dados, podem ser menos de 11 casos. No entanto, eles mesmos desmontam a farsa criada por ativistas gays. Só não vê quem não quer. E no final da reportagem veja outra revelação:

"Em muitos casos, os autores dos homicídios são os acompanhantes das vítimas. “Isto acontece muito entre os homossexuais do sexo masculino que contratam garotos de programa. Existe um preconceito muito grande porque esses rapazes não se sentem gays. Como foi o caso do professor Valderi Carneiro”, disse o delegado.

No dia 9 de julho o professor de língua portuguesa, de 44 anos, foi assassinado em uma pousada da cidade de Campina Grande, na Paraíba, por garotos de programa.”

=>; LGBT que mata LGBT. Muitos crimes são cometidos por garotos de programa. Quando um garoto de programa é assassinado, o GGB contabiliza como “crime contra gay”, e quando eles são os assassinos, então são LGBT matando LGBT.

Isto já havia sido revelado por Marcelo Cerqueira, também do GGB, mas a Mídia não repercute tais informações:

O presidente do Grupo Gay da Bahia, Marcelo Cerqueira, afirmou que os crimes de ódio e assassinatos de homossexuais era, [sic] na sua maioria, realizado por garotos de programa.

Mesmo com algumas ONGs emitindo nota de repúdio sobre esta declaração, Adamor confirmou a questão, dizendo que, sim, estes actos geralmente envolviam garotos de programa.

Cerqueira, por sua vez, disse ao Mix Brasil que a afirmação sobre o caso dos garotos de programa baseia-se em uma pesquisa realizada pelo GGB no ano de 2004 …
O fato é que os homossexuais que moram sozinhos e por algum tipo de carência afectiva fazem uso dos serviços prestados pelos profissionais do sexo, são presas fáceis dos assassinos desta classe’. ” (http://www.tadashihp.com/2010/lider-gay-do-amazonas-e-assassinado/)
Só não vê quem não quer. Não deixe que manipulem você!

-Fonte-

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...