terça-feira, 1 de novembro de 2011

Maior parte dos ingleses ainda se opõem ao gaysamento

Mesmo depois de anos de indoutrinação forçada, os activistas sodomitas não conseguem remover a natural aversão que todo o ser humano tem em relação às suas prácticas sexuais.

A maior parte dos ingleses não só ainda se opõem ao gaysamento ["casamento" homossexual] como se opõem à adopção de crianças por parte de sodomitas e lésbicas. Mais de metade acredita que os "casamentos" homossexuais não deveriam ser permitidos e 2/3 acha que a adopção de crianças por parte de sodomitas e lésbicas não se deveria ter tornado legal há 9 anos atrás.

Estes dados provenientes do "Office for National Statistics" sugerem que os planos da Coligação em elevar o estatuto das parcerias civis - de modo a que os homossexuais se possam descrever como "casados" - pode-se tornar impopular.

Lynne Featherstone - ministra da Igualdade - afirmou na semana passada que negar o "casamento" a sodomitas e lésbicas era "injusto".

Mas os dados recolhidos pelo ONS mostra que os britânicos ainda se agarram aos seus valores conservadores, e sugerem que as alegações da senhora Featherstone - de que a Grã-Bretanha é líder mundial no que toca os direitos dos homossexuais - aplica-se apenas a uma minoria da população.

Claro que os activistas homossexuais sabem muito bem que a sua versão de "normalidade sexual" não é subscrita pela maioria da população. É precisamente por isso que o gaysamento, quando é sujeito a consulta popular, é rejeitado. A única forma do mesmo ser imposto é por acção política.

A reportagem, baseado em fontes tais como as "Atitudes Sociais Britânicas" e pesquisadas pelo euro-barómetro da União Europeia, mostrou que apenas 45% dos britânicos concordam que o gaysamento seja permitido em toda a Europa. Ou seja, nem mesmo no país que supostamente é o "líder dos direitos do homossexuais" os activistas conseguem indoutrinar convencer a maioria.

A reportagem mostra também que os níveis de aprovação da adopção por parte de sodomitas e lésbicas são ainda menores.

Desde que os esquerdistas do Partido Trabalhista criaram o "Sexual Orientation Regulations" pelo menos 10 agências de adopção Católicas desistiram de tentar encontrar famílias para as crianças uma vez que a lei força-os a considerar entregar crianças a sodomitas e a lésbicas.

A lei, no entanto, está em contradição com a opinião da maioria, segundo os dados da ONS. Na Grã-Bretanha, o suporte pela adopção por parte de homossexuais centra-se nos míseros 33% - com 2/3 a ser contra.

-Fonte-


Claro que estes dados de nada servem para a esquerda política e para os activistas homossexuais uma vez que a sua existência depende de ignorar a vontade da maioria. O mesmo ocorreu em Portugal, onde a destruição da definição do casamento foi legalizada por parte de políticos sem respeito pela opinião da maioria.

4 comentários:

  1. METAM-SE NA VOSSA VIDA FILHOS DA PUTA FASCISTAS!

    ResponderEliminar
  2. ComunistaComMuitoOrgulho,

    Porque é que vens perturbar este blogue com a tua falta de educação e infantilidade?

    Mete-te na tua vida!

    ResponderEliminar
  3. Com licença?!

    As declarações deste Senhor denominado "Comunista com muito Orgulho" reflete bem o tipo de metodologia que esquerdopatas como ele se propõe a fazer: não se dão ao menor esforço de constituir um argumento sequer para o embate dialético. Preferem o exterminio social daqueles a quem eles entendem ser seus inimigos. Isso sim é coisa de Fascista! Por isso continuarão a vargar nos esgostos da mesquinharia a qual melhor se aprazem.

    Obrigado!

    http://marcello-chaves.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...