domingo, 10 de agosto de 2014

O movimento homossexual como arma da Nova Ordem Mundial

Por Servando Gonzalez

Actualmente, os líderes homossexualistas Americanos, com todo o apoio dos "presstitutes" [prostitutes + press] dentro dos média controlados pelo "Council of Foreign Relations" (CFR) estão a tentar convencer o povo Americano de que Cuba, o país mais repressivo do hemisfério Ocidental, tornou-se subitamente num céu para os homossexuais.

Mas é preciso ser-se muito ingénuo para se pensar que Cuba de Castro, país onde as mulheres, os negros, os trabalhadores, os homossexuais efeminados e practicamente todas as pessoas que não apoiam por inteiro o governo não têm direitos, os homossexuais repentinamente se tornaram nos únicos com direitos.

As paradas. na verdade, mostram que, tal como em todo o mundo, os homossexuais apoiam os opressores, incluindo os opressores de homossexuais, que, apesar das  alegações em contrário, ainda existem em Cuba de Castro. Apesar das alegações do movimento homossexual Americano em contrário, não há orgulho nenhum em ignorar o assédio que os homossexuais sofrem em Cuba, e em vez disso apoiar os seus opressores.

O movimento homossexual Americano pinta-se de liberal, progressista e socialmente consciente, mas na verdade, esse movimento tornou-se numa arma secreta do CFR, que muito provavelmente é a organização mais reaccionária dos Estados Unidos, onde magnatas do petróleo, banqueiros de Wall Street, e CEOs de empresas trans-internacionais conspiram para instalar a sociedade comunisto-fascista que eles eufemisticamente chamam de "Nova Ordem Mundial". Isto explica o porquê de não haver qualquer tipo de literatura homossexual a condenar a tirania que os conspiradores da NOM estão a forçar aos Americanos bem como aos povos de todo o mundo - incluindo os homossexuais. Isto também explica o porquê de não haver qualquer bandeira-arco-iris com as pessoas que protestam junto dos encontros Bilderberg.

Desde que o governo Russo declarou que não iria tolerar propaganda pró-homossexual durante os Jogos Olímpios de Inverno que uma enchente de propaganda anti-Rússia explodiu junto da impressa controlada pelo CRF em torno do assédio dos homossexuais na Rússia. O que o autor pró-homossexualismo que escreveu sobre o tal assédio não diz, no entanto, é que os militantes homossexuais são conhecidos por levarem a cabo ataques falsos como forma de passarem a imagem de vítimas e demonizar os seus adversários.

Mal Ronald Reagan chegou à Casa Branca, começou a trabalhar duramente para dar seguimento ao seu sonho de colocar um fim ao império Soviético. Reagan não odiava o povo Russo, e nem queria destruir a Rússia. O que ele queria era que eles fossem livres do opressivo regime Soviético. Não é de admirar que Reagan tenha sido alvo do ódio dos conspiradores do CFR que haviam criado e mantinham artificialmente vivo o império maligno que estava a escravizar o povo Russo.

Num daqueles paradoxos da História, em apenas alguns anos a Rússia tornou-se no país que Reagan tinha em mente, enquanto que os Estados Unidos, sob o controle de alguns psicopatas, está a caminho de se tornar no império maligno que ele tanto odiava. Alguns Republicanos "conservadores" não aceitam a possibilidade da Rússia se estar a transformar num país Cristão. Bem, não os posso culpar visto que se há vinte anos atrás alguém me tivesse dito que os Estados Unidos se tornariam numa ditadura  comunisto-fascista anti-Cristã, eu não teria acreditado, mas isso está a acontecer bem à nossa frente.


VLADIMIR PUTIN


Sem dúvida alguma, que Putin, tal como a família Bush, os Clintons e Obama, pode ser um político corrupto e sedento de poder. Mas há uma grande diferença que faz com que ele seja um inimigo feroz dos comspiradores da NOM: ao contrário dos seus pares Americanos, Putin ama o seu país, e o seu sonho é o de tornar a Rússia num país industrializado e de primeira classe, com uma ampla classe média.

Mais ainda, Putin não está associado ao CRF, nem ao Grupo Bilderberg, nem ao "World Economic Forum" e nem a qualquer outra organização globalista. Ele não está a conspirar na sombra para eliminar a soberania da Rússia e criar a Nova Ordem Mundial - um governo global controlado por magnatas do petróleo, banqueiros internacionais, e CEOs de empresas trans-internacionais.

Ao contrario dos seus inimigos dentro do CFR, o objectivo de Putin não é o de recuar no tempo, e voltar a colocar a Rússia como a sociedade medieval  .... que os conspiradores do CFR impuseram ao povo Russo durante mais de meio século, e têm planos de fazer o mesmo em todo o mundo - incluindo os Estados Unidos. E isso faz toda a diferença. Os conspiradores globalistas do CFR odeiam Putin pelos mesmos motivos que odiavam Kennedy e Reagan, os últimos presidentes que realmente amavam a América. No entanto, não será assim tão fácil para eles verem-se livres de Putin da mesma forma que se viram livres de Kennedy e tentaram eliminar Reagan.

Apesar de toda a propaganda anti-Rússia em torno dos Jogos Olímpicos de Sochi, os líderes Russos não odeiam os homossexuais; eles pura e simplesmente não querem que o movimento homossexual transforme o evento numa plataforma de promoção da agenda da Nova Ordem Mundial que faz parte do movimento homossexual. 

Uma evidência para isto é o facto do Presidente Putin ter congratulado e abraçado a abertamente homossexual atleta Ireen Wust devido à sua medalha de ouro.

Uma evidência de que a crítica dos conspiradores do CRF às políticas anti-homossexualismo por parte de Putin são politicamente motivadas é o facto de aliados dos Estados Unidos tais como o Afeganistão, o Bangladesh, o Paquistão, o Qatar, os Emiratos Árabes Unidos, a Arábia Saudita, Singapura, o Iémen, o Uganda e o Quénia terem leis anti-homossexualismo mais severas que as leis Russas, mas isso nunca ser mencionado pelos média sob o controle do CFR.

O facto da maioria dos Russos hoje sabe quem foi que impôs o Comunismo no seu país, e o facto de alguns Cristãos dos EUA actualmente olharem para a Rússia como um aliado só prova que as pessoas estão a acordar da letargia induzida pelos média. Não é possível enganar todas as pessoas para sempre.

Aquelas pessoas que actualmente nos querem convencer de que o comunismo ainda se encontra a controlar a Rússia são os mesmos que nos disseram que Saddam Hussein era uma ameaça para os EUA porque ele tinha armas de destruição maciça. [ed: Saddam provavelmente não era uma ameaça para os Americanos mas era um tirano genocida que usava armas químicas contra o seu próprio povo.] Aparentemente, a colaboração entre o governo Americano e os mesmos grupos terroristas que foram inicialmente culpados pelos eventos do 11 de Setembro tornou-se tão óbvia que a "Guerra ao Terror" era insustentável e deixou de ser útil. Logo, eles voltaram a usar o mesmo antigo e fiável pseudo-inimigo: o comunismo Soviético.

Mas apesar dos seus melhores desejos, o comunismo morreu na Rússia.

Por outro lado, tal como um morto-vivo, o comunismo está a reencarnar nos Estados Unidos. Portanto, se aqueles super-patriotas estão assim tão desejosos de combater o comunismo, eles não precisam de procurar muito - e muito menos aprender Russo. O simples olhar em seu redor é suficiente para que eles se deparem com comunismo em quantidades suficientes contra o qual eles podem lutar, aqui, na América temente a Deus.

O ponto principal é que a Rússia se tornou no obstáculo principal dos planos dos conspiradores globalistas de imposição da sua Nova Ordem Mundial homossexual; é por isso que eles têm estado a rodear a Rússia, tentando colocá-la de joelhos. Actualmente, qualquer ataque à Rússia é um ataque aos amantes da liberdade do mundo, particularmente aos amantes da liberdade Americanos. Não devemos sucumbir perante a propaganda dos nossos verdadeiros inimigos.

Como uma ferramenta activa e útil da Nova Ordem Mundial, o movimento homossexual tornou-se num inimigo dos Americanos amantes da liberdade. Temos de desmascarar o movimento homossexual, e mostrar às pessoas o que ele realmente é: um movimento político reaccionário disfarçado de movimento social progressista.


* * * * * * *

Tal como dito aqui, o aqui, o "neo-conservadorismo" e "Cristianismo" de Putin são suspeitos; para além disso, afirmar que o "comunismo morreu na Rússia" muito provavelmente é um exagero, mas o que não é exagero é que Putin é sem dúvida um dos maiores inimigos da agenda globalista.

O que interessa ressalvar do texto é que a agenda homossexual em nada está relacionada com os desejos e as ambições dos homossexuais (facto que é bem óbvio, se levarmos em conta que este movimento pouco ou nada diz do tragédia dos homossexuais nos países islâmicos) mas sim relacionada com a agenda globalista.

O ódio a Putin, portanto, centra-se na sua oposição à agenda globalista e não no facto dele e os Russos não quererem que propaganda homossexual seja exibida às crianças.

1 comentário:

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...