quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Casal Cristão é Proibido de Adoptar Criança ou Prestar Assistência Social Por Ser Contra a Homossexualidade


O lobby pró-sodomia continua a restringir os direitos humanos dos cristãos.

Original


Um casal cristão na Inglaterra, fez várias tentativas para prestar assistência social às crianças, mas foi bloqueada por causa de suas opiniões sobre a homossexualidade.

Eunice e Owen Johns estavam escalados para enfrentar o Supremo Tribunal, na segunda-feira, e os seus advogados dizem que o desfecho do caso poderia afetar o futuro de acolhedores cristãos e os pais adoptivos.

"Pode não ser muito cedo que as autoridades locais decidam que os Cristãos não podem cuidar de algumas das crianças mais vulneráveis na nossa sociedade, simplesmente porque eles desaprovam a homossexualidade," disse o Centro Legal Cristão, em um comunicado.

Os Johns aplicaram em 2007 para serem prestadores de cuidados temporários de crianças entre as idades de cinco e dez. Uma assistente social visita a sua casa em Derby, na Inglaterra, a cada duas semanas como parte do processo de avaliação. Durante uma das visitas, a assistente social mencionou que, se uma criança chegou da escola e disse aos pais adoptivos que ele ou ela é homossexual, os pais teriam de dizer ao filho que está tudo bem.

Eunice Johns respondeu: "Como Cristão crentes na Bíblia, eu não acho que eu possa fazer isso."

Com isso, o Conselho da cidade de Derby City suspendeu o processo de candidatura. Os Johns, em seguida, enfrentaram um grupo de pelo menos uma dúzia de pessoas e afirmaram novamente que se recusam a dizer a uma criança que está tudo bem em ser um homossexual.

"Eu disse a eles que eu sei que eles não vão me deixar adoptar ... mas não há nenhuma maneira que eu possa fazer isso como um Cristão crente na Bíblia e que eu não tenha que dizer isso," disse ela.

Uma semana depois, o casal recebeu uma carta do conselho dizendo "obrigado por retirar sua candidatura."

O Centro Legal Cristão apontou a ironia na matéria em que os Johns serviram anteriormente como pais adoptivos para o município Derby mesmo por cerca de 12 anos.

"Os Johns são um casal cristão amoroso, que no passado, e no futuro, darão uma casa maravilhosa para uma criança vulnerável," disse Andrea Minichiello-Williams, diretora do centro, de acordo com Telegraph UK.

O Conselho da cidade de Derby reintegrou pedido do casal e foram convidados pelo Centro Legal Cristão para clarificar a sua política sobre a adequação das famílias de acolhimento, com as visões tradicionais sobre ética sexual. O painel de aprovação do Conselho falharam em tomar uma decisão final sobre o pedido dos Johns.

Como o caso enfrenta o Tribunal Superior, o Centro Legal Cristão diz: "este é um processo vital para a liberdade cristã."

"O município tem a obrigação de respeitar as crenças religiosas dos Johns, mas também para cumprir a lei da igualdade, que proíbe a discriminação por orientação sexual. O caso vai decidir se os Johns serão capazes de promover, sem comprometer suas crenças," explicou o centro.

O Novo Ato de Igualdade do Reino Unido entrou em vigor no mês passado. A lei consolida nove peças de legislação de anti-discriminação em um estatuto e abrange áreas como pagar, género, deficiência, religião e crença. A nova lei visa impedir a discriminação de uma ampla gama de sectores, incluindo o local de trabalho, educação e serviços.

Fonte: Christian Post
Via: Libertos do Opressor

5 comentários:

  1. Corretissimo ....a pessoa não precisa incentivar a homosexualidade , mas não pode discriminar e não aceitar caso a pessoa seja homosexual...é claro não sei porque tanta duvida ...
    eles devem provar que caso a criança seja homosexual as crenças deles não vão prejudica-la em sua auto estima e se eles a ceitarão naturalmente

    ResponderEliminar
  2. Sou contra o Sexismo ...acho que o Homossexual deve ser tradado como uma pessoa qualquer sem privilegios .. porem tambem sem sofrer preconceito .E´um fato da vida, a pessoa nasce assim oque tem que ter é uma educação correta pra não se tornar uma pessoa promiscua e sim se tornar um cidadão respeitado...
    Homossexualidade tambem não pode ser desculpa para promiscuidades ....se a pessao se der ao respeito vai acabar conquistando o respeito da sociedade.
    tenho amigos homossexuais e que eu saiba eles tem relacinamentos estaveise e são pessoas do bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Patricia ninguem nasce homossexual.Deus fez adão e eva, não adão e ivo.se informe um pouco mais sobre a homossexualidade!!

      Eliminar
  3. O casal está sendo punido por crime de opinião, e isto é "corretíssimo"?
    Não está acontecendo uma ditadura homosexualista que condena qualquer um que não concorda com a sodomia?
    Discordar é o mesmo que acredir?

    É... tempos confusos em que vivemos.

    ResponderEliminar
  4. Então, seguindo o raciocínio...
    nenhum cristão poderia adotar uma criança. Também, nem deveriam existir orfanatos mantidos pela Igreja...

    Dá-lhe ditadura gay.

    ResponderEliminar

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...