quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

"Casamento" homossexual obriga a mudança de dicionários.

As principais edições on-line dos dicionários de língua portuguesa já apresentam novas definições para o termo casamento, em consonância com a aprovação dos "casamentos" homossexuais.

Os dicionários da Porto Editora e Priberam definem agora casamento como um contrato celebrado "entre duas pessoas", abandonando a distinção de género. Quanto ao termo matrimónio, a Porto Editora conserva a definição anterior, na qual é descrito como um "contrato perante a lei para um homem e uma mulher".

Fonte da Porto Editora adiantou que a referida entrada vai ser actualizada na próxima semana na internet e na edição 2011 do dicionário impresso, a lançar antes do próximo ano lectivo. A Priberam já define matrimónio como "união entre duas pessoas".

O termo casal continua a suscitar mais resistência à mudança. A Porto Editora e a Priberam mantêm as antigas definições: "Conjunto de macho e fêmea, conjunto de duas pessoas de sexo diferente." Só na terceira acepção define casal como "conjunto de duas pessoas casadas ou que mantêm uma relação amorosa ou íntima".

Alguns anjinhos afirmaram que a aprovação do "casamento" homossexual não afectaria os que seguem a normalidade sexual. Aparentemente esses anjinhos estavam errados. Normalizar a homossexualidade com certeza que afecta toda a sociedade uma vez que o casamento é uma instituição social. Os homossexuais sabem disso, e por isso mesmo que almejavam o "casamento".

Para eles o que importa é a supremacia cultural, mesmo que para isso tenha que passar por cima das liberdades, direitos e garantias de quem não ache normal um homem ter o desejo de inserir o seu órgão sexual num orifício feito para expelir excremento e gases intestinais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...