terça-feira, 7 de junho de 2011

Homossexual Roubou 1.3 Milhão de Dólares da Paróquia Para Pagar Acompanhantes Masculinos

São sempre os membros do mesmo grupo sexual que traz mau nome à instituição, mas quando se trata de atacar os católicos, os esquerdistas "esquecem-se" de identificar a orientação sexual de quem comete os crimes. "Não é relevante" dizem eles. Claro que não. Só seria relevante se o propósito fosse reportar a verdade.
Patrick B. Craine
WATERBURY, Connecticut, EUA, 7 de julho de 2010 (Notícias Pró-Família) — Um padre católico romano de Connecticut roubou mais de um milhão de dólares de sua paróquia para pagar por várias extravagâncias e atividades ilícitas, inclusive acompanhantes masculinos, informa a polícia de Waterbury.
O Pe. Kevin Gray, de 64 anos, ex-padre da paróquia Sagrado Coração em Waterbury, foi acusado de apropriação indébita de primeiro grau após roubar 1.3 milhão de fundos da paróquia para pagar acompanhantes, hotéis, almoços e jantares fora e roupas.
Ele levava cartões de crédito para dois homens em sua conta — um a quem ele conheceu num clube de strip-tease, o outro de um serviço de acompanhante. Ele pagou a matrícula de Harvard para outro homem que ele conheceu no Central Park.
Até essa investigação ele tinha uma reputação excelente”, Christopher Corbett, capitão da polícia, disse para a Fox News. “A vida que ele estava levando na Cidade de Nova Iorque era muito diferente da vida que ele estava levando em Waterbury como padre. Ele é certamente um exemplo de alguém que estava levando uma vida dupla”.
O padre começou a pegar dinheiro quando foi transferido para o Sagrado Coração em 2003. Ele disse para a polícia que “desenvolveu um ódio de ser padre” e “sentia que a igreja estava em dívida com ele”.
Ele odiava o Catolicismo mas pelos vistos não odiava o dinheiro que os católicos lhe davam.
Este ódio a tudo o que se identifica com a Bíblia é bem comum entre os homossexuais.
As discrepâncias financeiras foram denunciadas pela arquidiocese em 27 de maio depois que o Pe. Gray ficou de licença médica em abril e desapareceu. Ele se entregou para a polícia na terça-feira, e foi incriminado com uma fiança estipulada em 750.000 dólares.
O depoimento policial juramentado diz que o Pe. Gray disse para a polícia que ele é homossexual e que ele tem objeções ao ensino da Igreja Católica sobre a homossexualidade.
Mas não tinha objecções em usar o dinheiro da igreja? Se ele não gostava do que a igreja ensinava, porque é que ele não abandonou o sacerdócio?

Ah, espera. Mas depois como é que ele sustentaria o seu comportamento homossexual, certo? Esqueci-me dessa parte.

Numa instrução de 2005, o Vaticano proibiu a admissão de homossexuais nos seminários, e avisou que “não se deve de forma alguma ignorar as consequências negativas que podem derivar da ordenação de pessoas com tendências homossexuais profundamente enraizadas”.
A ordem oficial foi ignorada em muitas dioceses, e recebeu até oposição direta de alguns bispos e ordens religiosas.
Ou seja, as instituições com autoridade dizem para não aceitar pessoas que adiram ao comportamento homossexual, mas as dioceses ignoram a ordem. No entanto, quando esses mesmos homossexuais são mais tarde acusados de abusar de meninos, é a liderança católica que tem que responder pelos actos. Portanto, os católicos tem que responder por crimes contra os quais eles estão a lutar enquanto que os homossexuais são mantidos como as "vítimas" neste processo todo.
Alguns comentaristas sugeriram que a instrução não tinha o objetivo de barrar homens com tendências homossexuais, mas meramente aqueles com uma sexualidade imatura.
Mas o Cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado do Vaticano, reafirmou o ensino em 2008, numa carta aos bispos do mundo, insistindo em que a proibição na admissão em seminários de homens com tendências homossexuais se aplica universalmente.
E com toda a razão.
Veja a cobertura relacionada de LifeSiteNews:
Homosexuals Not Permitted in Any Seminaries, Reaffirms Vatican
http://www.lifesitenews.com/ldn/2008/may/08052009.html
Vatican Officially Releases Document on Homosexuality and the Priesthood
Extracts From Official Release of Vatican Document on Homosexuality and the Priesthood
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesite.net/ldn/viewonsite.html?articleid=10070705

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...