sexta-feira, 24 de junho de 2011

Acusações selectivas


O militante ateu e adivinho nas horas vagas Ricardo Silvestre fez um postal onde se lê que a Amnesty International acusou a Igreja Católica de violação dos direitos humanos das crianças.
A Amnesty International (AI), a maior organização no mundo na defesa dos Direitos Humanos, acusou o Vaticano e a Igreja Católica de violações a esses mesmos direitos, ao falhar na protecção de crianças de abusos sexuais e também na inacção no cumprimento das leis internacionais de protecção de crianças.
Este tipo de notícia mostra como a infiltração esquerdista nas igrejas está a dar frutos. Segundo a AI, toda a Igreja Católica é "responsável" pelo que uma minoria sexual faz às crianças Católicas, pese embora o problema ser a homossexualidade dos abusadores e não a Igreja em si.

A única "culpa" que a Igreja tem é não ter expulso toda o esquerdume das suas fileiras.

A AI, como esquerdistas que são, não estão interessados no bem estar das crianças, mas sim na remoção da influência do Cristianismo no mundo. O Júlio Severo tem um post onde a AI exige (não pede, exige!) que os países sul-americanos, tradicionalmente muito Católicos e maioritariamente contra a matança de bebés em gestação, legalize o aborto.

Como os sul-americanos mais rapidamente obedecem ao Catolicismo do que às organizações internacionais, a AI decide desacreditar a Igreja.

Se a AI se preocupa com as crianças, porque é que querem forçar a matança de bebés na América do Sul? Onde estão as suas condenações aos "casamentos" infantis que são tão comuns no mundo islâmico e - devido à imigração descontrolada - também na Europa? Onde estão as suas críticas à sub-cultura homossexual, uma das causas primárias para os casos de pedofilia nas igrejas?

Por mais que os activistas o neguem, o facto é que a cultura homossexual é uma cultura que fomenta a pedofilia. Os homossexuais sabem disso e muitos nem o tentam esconder. O público é que ainda não aceitou esse facto.

Essa preferência por rapazes por parte dos homossexuais explica a desproporcional presença de homossexuais nos casos de abusos de menores, especialmente dentro das organizações cristãs.

Sempre que ficarmos a saber que um padre é acusado de abuso de menores, existe uma probabilidade na ordem dos 80% do abusador ser homossexual. O Cardeal Bartone correctamente conecta a homossexualidade com a pedofilia, embora outros cristãos estejam relutantes em fazê-lo.

Estes dados claramente mostram que a "condenação" da AI é meramente política. A sua preocupação não são as crianças mas sim a saudável influência da Igreja Católica na cultura de vida da América do Sul.

Que pena que o Ricardo Silvestre não saiba disso. Ou sabe?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...