segunda-feira, 6 de junho de 2011

Casas de banho públicas

Ele diz que objetivo é inibir ou evitar paqueras entre homens.

Frei Caneca alega que os vigilantes zelam pela segurança dos clientes.

O Shopping Frei Caneca, na região central de São Paulo, criou nos últimos meses um posto insólito: o de segurança de banheiro. Leandro, de 45 anos, foi recrutado para passar o dia montando guarda na porta do toalete masculino do 3º piso, que atende as nove salas do cinema, a fim de evitar - ou inibir - paquera de homens no local. Ele explica que o shopping precisou tomar uma providência, porque "teve gente que se sentiu incomodada (com olhares libidinosos dos gays)".

Em sua gestão como "segurança de banheiro", que já dura cerca de oito meses, Leandro ouviu apenas uma queixa, "de um senhor que avisou que havia um rapaz se exibindo". A orientação do shopping, segundo Leandro, é mostrar ao "infrator" uma placa na parede com os dizeres: "A prática de ato obsceno em lugar público, ou aberto, ou exposto ao público, é passível de pena de detenção de três meses a um ano".

A assessoria do Frei Caneca disse que "a informação passada pelo segurança foi de interpretação pessoal". "A função dele, como a de outros profissionais que permanecem fixos nas áreas de maior circulação, é de zelar pela segurança dos frequentadores. Nossa equipe se divide em profissionais que circulam pelos andares e outros que são mantidos fixos em pontos-chave", afirmou o superintendente do Frei Caneca, Carlo Zanetti, no mês passado.

Dias depois, a assessoria do shopping informou que a administração havia "repensado" seu sistema de segurança e retirado Leandro da porta do banheiro masculino. Na semana passada, porém, a reportagem voltou ao shopping em dias diferentes e verificou que o segurança permanece lá. (*)

(*) Homossexuais são pessoas problemáticas e visivelmente desequilibradas. Seus atos desequilibrados dão ensejo a medidas realmente insólitas como essa, a fim de preservar o direito do Shopping à integridade moral em suas dependências.

Ora, clientes heterossexuais não são obrigados a conviver com as imoralidades em uma mera ida ao banheiro. Devo imaginar que a coisa em Nova Sodoma realmente está feia em seus shoppings, pois outrora reportei aqui que o Shopping Tatuapé providenciou cavaletes para tolher as obscenidades perpetradas por gays no lado de fora do estabelecimento.

A mídia colorida global prefere não revelar a nojeira e imundície do submundo homossexual. Faz questão de glamourizar o comportamento como se fosse natural, saudável e digno de respeito, enchendo de bichas suas novelas e Big Brothers.

Hoje, a mídia global prefere combater o fumo, e conseqüentemente os fumantes, fazendo reportagens com enfoque negativo, ou então a gordura, obrigando os apresentadores do Programa Fantástico a fazerem uma dieta, pois para eles ser gay é digno, mas estar gordo é intolerável!

Mas as práticas mais subterrâneas do mundo homossexual revelam como o homossexualismo é um fenômeno asqueroso, que não considera a própria higiene pessoal, a ponto de um banheiro de shopping servir de palco para a exteriorização de suas taras mais rasteiras.

A reportagem em questão, ao contrário, quer reprimir o direito do shopping de zelar pela integridade moral de suas dependências, questionando a necessidade do segurança nos banheiros masculinos. Preferem chamar aquilo que os gays fazem em seus sanitários de "paquera".


[Meu comentário]: Há algum outro grupo social que se excita num lugar com cheiro a fezes e urina ?

Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os 10 mandamentos do comentador responsável:
1. Não serás excessivamente longo.
2. Não dirás falso testemunho.
3. Não comentarás sem deixar o teu nome.
4. Não blasfemarás porque certamente o editor do blogue não terá por inocente quem blasfemar contra o seu Deus.
5. Não te desviarás do assunto.
6. Não responderás só com links.
7. Não usarás de linguagem profana e grosseira.
8. Não serás demasiado curioso.
9. Não alegarás o que não podes evidenciar.
10. Não escreverás só em maiúsculas.
.......
Os editores do blogue reservam para si o direito humano de remover comentários que não estejam de acordo com o propósito e a política do mesmo.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...